PF investiga suspeito de publicar vídeos com mensagens que incitavam ódio e intolerância racial

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta (12) a Operação Shalom, que visa combater a prática do crime de racismo étnico. Foram expedidos dois mandados de busca e apreensão, pela 8ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

As investigações tiveram início em razão de vídeos publicados na internet, nos quais um suspeito divulgou mensagens que incitavam ódio e intolerância racial. Nessas mensagens, foi sugerido o levante de um novo holocausto, o que provocou repercussão internacional.

O Brasil é signatário de diversos tratados e acordos internacionais que visam não somente combater, mas também criminalizar condutas racistas ou discriminatórias, seja por questões de raça, étnica, cor, religião ou nacionalidade.

Os equipamentos apreendidos serão encaminhados para perícia. O suspeito responderá pela prática, induzimento ou incitação à discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, quando cometido por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza.

O crime está previsto no §2º do art. 20 da Lei nº 7716/89, cuja pena pode chegar até cinco anos de prisão, e multa. Com informações da Assessoria de Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!