Mutirão castra cães e gatos em comunidade indígena em MG

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad) promoveu, o primeiro mutirão de castração gratuita de cães e gatos em comunidade indígena do estado. A ação foi realizada em três aldeias do Território Indígena Pataxó do município de Carmésia, no Vale do Rio Doce, por meio do Programa Estadual de Esterilização de Animais Domésticos.

Durante ação realizada neste mês de fevereiro, cerca de 150 animais domésticos foram esterilizados pela equipe de veterinários da ONG Aliança Juiz-forana pela Defesa dos Animais (Ajuda), parceira da Semad na iniciativa. Uma unidade móvel de castração foi enviada pelo Estado ao local para garantir a estrutura necessária à realização das cirurgias.

“Aqui na nossa aldeia a população de cachorros e gatos tem crescido bastante e isso aumenta o risco de doenças transmitidas pelos animais. Com os veterinários aqui perto de casa, fica muito mais fácil para o pessoal trazer seus bichos”, conta Yan Nascimento, morador da aldeia sede Pataxó, que levou sua cadela Tequila para castração.

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Fauna Doméstica da Semad, Patrícia Carvalho, o contato com os Pataxós se deu por meio de uma professora da comunidade que buscou junto à Semad uma solução para o controle da superpopulação de animais domésticos nas três aldeias.

“O controle populacional é o primeiro passo para se estabelecer uma política pública de proteção à fauna doméstica eficiente, pois é procedimento fundamental para inibir o aumento desenfreado da população de cães e gatos, contribuindo para a prevenção de maus-tratos e abandono”, explica a coordenadora.

Para o vice-cacique da tribo, Alexandre Pataxó, a inclusão da comunidade indígena nas ações do Programa Estadual de Esterilização de Animais Domésticos demonstra o interesse do Governo de Minas em desenvolver políticas públicas cada vez mais integradas às necessidades específicas de cada população do estado.

“Somos 500 indígenas nas três aldeias e uma população estimada de mais de 300 animais domésticos. Muitas das pessoas que estão aqui jamais teriam condições de levar seu cachorro ou gato a uma clínica veterinária. Acredito que esse mutirão gratuito de castração irá nos ajudar bastante”, avalia o vice-cacique Pataxó.

Sobre o programa
O Programa Estadual de Esterilização de Animais Domésticos, coordenado pela Subsecretaria de Gestão Ambiental e Saneamento (Suges), consiste na realização de mutirões gratuitos de castração de cães e gatos em todas as regiões de Minas Gerais. As ações são executadas por meio de convênios e termos de fomento firmados junto a municípios, consórcios intermunicipais e organizações da sociedade civil.

O programa beneficia preferencialmente animais de rua, sob tutela de organizações protetoras ou pessoas de baixa renda. O mutirão realizado nas aldeias Pataxó, no último final de semana, contou com recursos viabilizados por meio de emenda parlamentar.

Desde 2019, quando a Semad assumiu a competência de apoiar os municípios na gestão das políticas públicas de fauna doméstica, já foram realizadas cerca de 165 mil castrações gratuitas pelo programa. O subsecretário de Gestão Ambiental e Saneamento, Rodrigo Franco, explica que o programa atua de forma articulada a outros projetos da Semad, visando o manejo ético populacional de animais domésticos no estado.

“Por meio da identificação, castração e desenvolvimento de um banco de dados atualizado com informações relacionadas aos animais, pretendemos otimizar as ações de manejo e avaliar a efetividade das inciativas já implementadas”, salienta Franco. Com Agência Minas

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!