Sobreviventes de incêndio no CT do Flamengo apresentam melhora

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O jogador da categoria de base do Flamengo Jhonata Ventura, que está internado no CTI do Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Pedro II, apresentou, nesta terça-feira (12), melhora nos locais onde teve algumas lesões provocadas pelo incêndio em um dos alojamentos do Ninho do Urubu, como é conhecido o Centro de Treinamento do clube, em Vargem Grande. Ele foi também submetido a mais um banho das queimaduras mais profundas e fez curativos.

O atleta é um dos sobreviventes do incêndio, no qual morreram 10 jogadores.

De acordo com o Flamengo, Jhonata está sem sedação, acordado e atendendo aos comandos simples durante os exames clínicos. Ele vem também apresentando melhora evolutiva dos parâmetros ventilatórios e estabilidade hemodinâmica. O médico das categorias de base do clube, Mauro Fonseca, acompanha o tratamento do atleta.

O quadro médico do atleta Francisco Dyogo, outro que sobreviveu ao incêndio, também mostra evolução. Embora permaneça em tratamento no CTI do Hospital Vitória, para onde foi levado no mesmo dia do incêndio, o jogador está lúcido, acordado, e sem demanda de oxigênio suplementar e alimenta-se normalmente.

Ontem o terceiro sobrevivente, Cauan Emanuel, recebeu alta do hospital e foi levado para um hotel, onde tem a companhia da família.

A evolução do quadro clínico dos jogadores é acompanhada ainda pelos médicos do clube Gustavo Dutra e Fernando Sassaki, além do clínico cardiologista do Hospital Vitória, Fernando Bassan, responsável pela internação de Cauan e de Francisco Dyogo.

Bangu

O jogador Matheus Rocha, da categoria de base do Bangu, clube da zona oeste do Rio, ainda está internado no Hospital de Aeronáutica dos Afonsos, no Campo dos Afonsos, na mesma região da cidade. De acordo com a Aeronáutica, o atleta encontra-se estável, com melhora do quadro respiratório e pode ter alta amanhã. “O paciente está lúcido e verbalizando e iniciará alimentação por via oral. Ele permanecerá em observação na UTI e tem previsão de alta para quarta-feira (13)”, diz nota divulgada pela Força Aérea. Já seu companheiro de time, Diego Casco, teve alta ontem.

Os dois foram atendidos no hospital após um princípio de incêndio que atingiu, ontem à tarde, o alojamento da Comissão de Desportos da Aeronáutica (CDA), na Universidade da Força Aérea (Unifa), no bairro da Sulacap. Segundo a Aeronáutica, o alojamento da CDA abrigava atletas do time de futebol Bangu Atlético Clube. Na hora do incêndio, os atletas estavam repousando após um treino. Eles foram encaminhados ao atendimento por terem inalado fumaça. As causas do incidente estão sendo apuradas pela Força Aérea.

O Bangu informou ontem que mais cinco atletas do clube e um membro da comissão técnica receberam atendimento médico, mas foram liberados.

Segundo o clube, Diego Casco e todos os outros atletas que estavam hospedados no alojamento foram instalados em outro local, que não foi informado pelo Bangu.

De acordo com o clube, os atletas não falarão sobre o ocorrido. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!