Minas Gerais tem expectativa de safra recorde de grãos neste ano

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Minas Gerais deve colher safra recorde de 13,8 milhões de toneladas de grãos neste ano. O volume esperado para a safra 2016/2017 é 17,1% superior à safra passada. A área plantada deve alcançar 3,3 milhões de hectares.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Os números fazem parte dos levantamentos de safra realizados pela Conab e pelo IBGE e foram analisados pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Milho e soja representam 90% da produção mineira de grãos, que engloba também o feijão, algodão, sorgo, trigo, arroz, amendoim, girassol e mamona. As principais regiões produtoras são o Noroeste, Triângulo e Alto Paranaíba, que totalizam 67,2 % da produção.

Esse bom resultado se deve ao esperado ganho de produtividade. Nesta safra as lavouras de milho e soja foram influenciadas pelos bons níveis de preços que antecederam o período de plantio.

Segundo o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Leitão, a possibilidade de colhermos uma safra recorde é essencial para dinamizar a economia mineira, pois revitaliza as agroindústrias do complexo soja, além de ofertar milho e farelo de soja, que são produtos essenciais para a produção de proteína animal, a exemplo das carnes (bovina, frango e suína), ovos e leite.

Em relação à cultura do milho, os produtores dispõem de capital para financiamento da produção, bem como utilizam bom nível tecnológico no sistema de cultivo. Essas características criam para a cultura a expectativa de elevadas produtividades, o que vai depender do desempenho da atividade climática.

No caso da soja, a estratégia montada pelos produtores, nessa safra, foi apostar no aumento do plantio da oleaginosa utilizando o melhor pacote tecnológico disponível, como forma de compensar a frustração da temporada passada.

Estimativa Safra Grãos MG 2016/2017:
Milho – 7,8 milhões de toneladas (+32,2%)
Soja – 4,6 milhões de toneladas (-2,1%)
Sorgo – 516,8 mil toneladas (+48,7%)
Feijão – 559 mil toneladas (+7,5%)
Arroz – 16,1 mil toneladas (+7,3%)
Mamona – 9,3 mil toneladas (+38,8%)
Com Agência Minas

PUBLICIDADE
Don`t copy text!