Forças de segurança acertam últimos preparativos da Operação Carnaval em BH

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Renato Cobucci/Imprensa MG

Com a proximidade do Carnaval, as forças de segurança pública do Estado acertam os últimos preparativos para receber com tranquilidade cerca de 2,4 milhões de foliões pelas ruas da capital entre dias 24 de fevereiro e 1º de março. Os números oficiais indicam 416 desfiles de 350 blocos cadastrados na prefeitura de Belo Horizonte, um aumento de 30% em relação a 2016, fora os mais de 9 mil ambulantes.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Além dos desfiles de blocos caricatos e das escolas de samba, haverá apresentações em palcos montados na Avenida Brasil, Praça da Estação, Parque Municipal e Rua Guaicurus, em diversos dias e horários e com grande aglomeração de pessoas. Com isso, a expectativa é de que Belo Horizonte receba o maior Carnaval da sua história, o que reforça a responsabilidade das forças de segurança pública no atendimento aos foliões.

Devido à grandeza do evento e para preservar a integridade das pessoas, a Operação Carnaval 2017 está sendo planejada de maneira integrada entre a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Detran-MG, Belotur, BHTrans, Guarda Municipal, Ministério Público, Juizado de Menores, dentre outros órgãos públicos estaduais e municipais. Reuniões para a definição das ações são realizadas regularmente.

Confira, abaixo, algumas ações que já foram definidas pelas forças de segurança do Estado. Veja, ainda, as ações que estão sendo preparadas pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).

Polícia Militar
O Comando de Policiamento da Capital vai colocar em prática a Operação Carnaval 2017. A operação consiste em diversas ações preventivas e repressivas qualificadas, de forma a combater o crime e a desordem nas ruas de Belo Horizonte.

Haverá reforço do policiamento nas ruas da capital, com empenho maciço do efetivo policial, para que todos os eventos sejam acompanhados. Para os grandes eventos haverá esquema especial de policiamento, contando com tropa especializada, bem como maior aparato policial para garantir a segurança dos foliões.

A Polícia Militar vai contar com cerca de 290 câmeras do Olho Vivo para visualizar e acompanhar o trânsito de pessoas. O Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) vai monitorar as ações de segurança e vias com maior aglomeração de pessoas.

Haverá, ainda, um reforço nas Operações Blitzen pelo Batalhão de Trânsito, em especial a Operação Lei Seca, de forma a inibir e coibir o uso de bebidas alcoólicas por motoristas.

Corpo de Bombeiros
O Corpo de Bombeiros Militar realiza os últimos ajustes do planejamento para a Operação Carnaval 2017 na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Os focos da operação serão a prevenção contra incêndio e pânico nos eventos de Carnaval e a prevenção aos afogamentos e aos acidentes de trânsito.

A novidade é a Instrução Técnica nº 39, editada no final do ano passado, e que define as condições mínimas de segurança para blocos carnavalescos. Pela nova instrução, os blocos passam a ser classificados como manifestações culturais e não mais como eventos temporários.

Com isso, ficam dispensados do Projeto de Prevenção Contra Incêndio e Pânico elaborado por um responsável técnico. Porém devem cumprir algumas exigências, dentre elas, a informação prévia do local de concentração, itinerário, dispersão e estimativa de público. O prazo é de até 10 dias úteis antes do evento para blocos com mais de 10 mil foliões e de até três dias para blocos menores.

Quanto às fiscalizações nos dias de desfile, elas continuarão sendo feitas e, caso sejam constatadas divergências entre o que foi informado pelos organizadores e o que está sendo realizado no local, o trecho que oferece risco poderá ser interditado. Porém, não haverá interdição do bloco. Como manifestação cultural, os blocos têm direito constitucional de promover o evento e cabe ao poder público garantir a segurança de todos os foliões.

Ainda serão realizadas novas reuniões com o Samu e a Secretaria de Saúde para alinhamento de procedimentos e definição quanto à montagem de Postos de Atendimento Avançado. A previsão é de que as equipes que atendem as ocorrências diárias, cerca de 180 bombeiros, tenham um reforço de bombeiros da área administrativa e alunos de cursos de formação.

Polícia Civil
A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) vai reforçar a atuação em localidades já conhecidas pelo acúmulo de foliões. As demandas e ocorrências no período são acompanhadas pela instituição e o planejamento é feito de forma a oferecer tranquilidade aos participantes da festa. A corporação está atenta às demandas e se organiza para responder da melhor forma dentro da sua atribuição de polícia judiciária e na investigação de delitos.

“A Polícia Civil de Minas Gerais estará presente, atenta e à disposição da sociedade para que os dias do Carnaval sejam festivos e seguros” disse Luiz Flavio Cortat, delegado e superintendente de Investigação e Polícia Judiciária.

Por meio do Detran-MG vão ser realizadas ações de educação de trânsito durante o mês de fevereiro. O objetivo é orientar a população para um carnaval seguro nas estradas, nas rodovias e nas vias urbanas, respeitando os limites de velocidade, as leis de trânsito e, sobretudo, a vida.

E para facilitar o acesso do folião aos serviços, a PCMG recomenda o acesso à Delegacia Virtual. Trata-se de um serviço de solicitação de registro de ocorrência, disponível para computador e celulares, que permite ao cidadão registrar ocorrência de acidente de trânsito sem vítima, perda de documentos e objetos pessoais, desaparecimento e localização de pessoas desaparecidas e danos simples, para fatos ocorridos em Minas Gerais, no prazo de até 30 dias.

Com acesso por meio do endereço delegaciavirtual.sids.mg.gov.br, a Delegacia Virtual tem links de atalho também nos sites da Polícia Civil (www.policiacivil.mg.gov.br) e do Detran (www.detran.mg.gov.br). O Registro de ocorrências na Delegacia Virtual é feito por meio do preenchimento de formulários que são apresentados, gradativamente, na tela.

Cemig
A Cemig Cemig vai executar o plano de atendimento especial durante o Carnaval, priorizando os locais de maior concentração de foliões no estado. Entre as medidas tomadas para reforçar o sistema elétrico devido ao aumento da demanda, estão inspeções na rede de distribuição e reforço das equipes de plantão nos municípios onde se estima maior número de foliões.

Durante os dias de Carnaval, profissionais da empresa, entre técnicos, eletricistas e engenheiros, irão atuar, em regime de plantão, no atendimento às demandas emergenciais na área de concessão da Cemig.

Ressalta-se que os foliões também precisam ter uma atenção especial no quesito segurança com o sistema elétrico, mantendo-se sempre afastado de qualquer situação de proximidade com as redes da empresa.

A Cemig orienta que, em caso de ocorrências no sistema elétrico, os clientes acionem a empresa pelos canais de relacionamento da concessionária no Facebook, Telegram (@CemigBot) e Twitter, ou pelo Fale com a Cemig (116), Cemig Torpedo (29810) e Agência Virtual (www.cemig.com.br/atendimento). Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!