Sertanejos homenageiam Bolsonaro em Brasília

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Em um almoço fora da agenda oficial, oferecido por empresários e um grupo de 30 cantores e duplas sertanejas no Clube do Exército, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, exaltou hoje (11) a importância desse estilo musical para a cultura brasileira e lembrou que o som caipira marcou momentos de sua vida. Ele ficou ao lado de Amado Batista e confessou ser encantado com a canção Amor à Primeira Vista.

A música fala de um homem apaixonado que teme revelar seu amor. “Chegamos até aqui. Vocês entenderam que está na hora de mudar”, disse o presidente eleito, que ganhou um chapéu de vaqueiro do grupo, no qual estavam Bruno e Marrone, Gean e Giovani e Mato Grosso (da dupla com Matias), além de Amado Batista.

Ao se dirigir aos sertanejos, Bolsonaro lembrou sua trajetória no Exército e na política e voltou a afirmar que, com o apoio da população, mudará “o destino do Brasil com muita humildade e honra”.

A três semanas da posse, no dia 1º de janeiro, o presidente eleito reiterou suas bandeiras, como a valorização da família. “O Brasil tem tudo. E o que nós somos? Somos o que não deveríamos ser. Esse time, com o povo do nosso lado, vai mudar o destino da nossa nação.”

Responsáveis pela organização do almoço, os empresários Uugton Batista, Simone Batista e o radialista paranaense Jackson Pomin disseram que o encontro estava planejado para a véspera do segundo turno.

A data acabou sendo alterada depois do ataque a faca sofrido por Bolsonaro, em 6 de setembro, durante a campanha presidencial em Juiz de Fora, Minas Gerais. Inicialmente, seria uma confraternização na fazenda do cantor Marrone, em Goiás.

Segundo Pomin, com a mudança de planos, o evento acabou se transformando em uma homenagem para felicitar Bolsonaro pela vitória nas urnas. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!