Pará de Minas: duas mulheres perdem quase R$3 mil no golpe da falsa recompensa

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Uma equipe da Polícia Militar compareceu à rua Delfim Moreira, Centro, no final da manhã de segunda-feira (11), onde a solicitante de 60 anos contou que tinha sacado a quantia de R$ 1.400,00 em dinheiro de uma agência e ao sair do banco foi abordada por um homem que aparentava ter aproximadamente 50 anos de idade.O desconhecido trazia uma carteira e perguntou a vítima se era de sua propriedade.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A idosa respondeu que não e nesse instante uma mulher que estava nas proximidades disse ser a dona da carteira. Neste momento a desconhecida disse que iria recompensar a vítima por sua honestidade. A golpista afirmou que iria presentear a vítima com uma sandália e lhe entregou um vale com um valor de R$ 80,00. Ao apanhar o recibo a idosa teve dificuldades e nesse momento a estelionatária segurou a sacola plástica que a vítima portava.

Ao voltar sua atenção para os desconhecidos, a vítima não os viu. Os autores já tinham sumido em meio a multidão com sacola plástica da vítima com R$ 1750, 00, RG, CPF, cartão do banco com senha, uma sombrinha e um aparelho de telefone. A vítima foi orientada a voltar ao banco e cancelar o cartão roubado. A PM fez rastreamento, mas os suspeitos não foram encontrados.

Ou equipe da Polícia Militar foi acionada na Praça Independência, Centro, no início da tarde de segunda-feira (11), onde a solicitante de 58 anos informou que havia feito um saque de R$1.125,00 em dinheiro em uma agência bancária da rua Delfim Moreira, Centro.

Durante o deslocamento pela Praça Padre José Pereira Coelho, Centro, uma mulher deixou cair uma carteira ao solo. A vítima chamou a desconhecida dizendo o que havia ocorrido. Então outra mulher que transitava no local apanhou a carteira que estava no solo e a entregou à primeira mulher.

A golpista que simulou a perda da carteira disse que era funcionária de um vendedor de joias e iria recompensar as duas mulheres com um relógio e R$ 100,00 reais em dinheiro. Porém, elas teriam que se deslocar, uma de cada vez, até seu local de trabalho.

A vítima foi até a Praça Independência com as duas mulheres, onde a mulher que prometeu a recompensa mandou que ela esperasse ali e saiu junto com a outra.Uma estelionatária voltou com um relógio e uma nota de R$100,00, que supostamente teria recebido como recompensa da outra.

Ela deu à vítima um vale no valor de R$100,00 e lhe pediu para se deslocar e apanhar sua gratificação em um local determinado. Porém, era para a vítima deixar sua bolsa com ela. Ao se dirigir até o local determinado pelas autoras, a vítima constatou que não havia ninguém que vendia joias e só neste momento percebeu que havia caído em um golpe.

Além do dinheiro, a bolsa roubada continha documentos da vítima, cartão bancário com senha escrita em um bilhete e um telefone celular.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!