Foals divulga “Everything not saved will be lost – Part 2”

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Vencedores da categoria “Melhor Álbum”, do Q Awards”, com “Everything Not Saved Will Be Lost – Part 1”, Foals completa o mais ambicioso projeto da carreira com o lançamento de “Part 2”, já disponível em todas as plataformas digitais e também no formato físico. Abrangendo sete meses de trabalho, o projeto mostra a banda em quase 80 minutos de música, distribuídos em 20 faixas.

Foals te leva para uma jornada por meio do curso de “Everything Not Saved Will Be Lost”. Enquanto “Part 1” explora temas de um mundo oscilando à beira do colapso ambiental, “Part 2” foca em convocar os ouvintes para lutarem contro os desafios contemporâneos que todos nós enfrentamos.

As escalas desses conceitos estão mais que de acordo com o approach diverso e mundial da banda. Existem esboços instrumentais cinematográficos que definem o mood (“Surf Pt. 1”, “Red Desert” and “Ikaria”), grandes músicas com potencial de hit e poder para inflamar multidões em festivais (“The Runner”, “Black Bull” and “On The Luna”), e momentos sinceros que misturam tragédia com romance (“I’m Done With The World (And It’s Done With Me)”, “Into The Surf”). Os 10 minutos da faixa final, “Neptune”, oferecem um desfecho dramático, com um fechamento perfeito para os faz que se comprometem a ouvir todo o conjunto em uma única sessão.

“Do ponto de vista musical, ‘Part 2’ está totalmente carregada – certamente a primeira metade, que é, provavelmente, o conjunto de músicas mais enérgico e implacável que já fizemos”, comenta Yannis Philippakis em entrevista. “A relação é que ‘Part 1’ foi mais textural e dançante, e, liricamente, isso foi mais da perspectiva de ver o que está acontecendo, enquanto ‘Part 2’ está fugindo. Há um tremor e paranoia. É sobre tentar se levantar e tirar o pó depois dos destroços de “Part 1”.

“Everything Not Saved Will Be Lost” foi, excitantemente, o maior sucesso da carreira do Foals até aqui. “Part 1” fez estreia em segundo lugar nos charts e levou uma nominação do Mercury Prize, o que resultou em uma apresentação da banda na cerimônia de abertura do prêmio, com a ajuda do guitarrista Felix White, do The Maccabees. Ambas partes receberam críticas incríveis em todo o mundo, enquanto os singles do projeto receberam extensivo apoio das rádios, incluindo, suporte contínuo de Annie Max e Zane Lowe.

Foals seguiu o release de “Part 1” com dez datas com uma turnê headliner no Reino Unido, em arenas e festivais da Europa ao Japão e Austrália. Diversas músicas do projeto “Part 1″surgiram como faixas principais do set ao vivo da banda, incluindo: “In Degrees”, “Exits” e “On The Luna”, além de “Black Bull”,já representando “Part 2”.

Don`t copy text!