Turismo constata recuperação com avanço na vacinação e reabertura de fronteiras

A Organização Mundial do Turismo (OMT), publicou um estudo que revela melhoras no setor após a crise gerada pela pandemia.

A agência das Nações Unidas estima que 54 milhões de turistas cruzaram fronteiras internacionais em julho de 2021.

Desafios
Embora o número represente uma queda de 67% em relação ao mesmo mês de 2019, é um dos resultados mais fortes desde início da Covid-19. No ano passado, durante esse período, foram registradas 34 milhões de viagens internacionais.

Embora a maioria dos destinos tenha demonstrado alguma recuperação, 2021 continua a ser um ano desafiador para o turismo global.

O estudo mostra que o número de viagens é 80% menor que no primeiro semestre de 2019, quando a conta superava 160 milhões.

O relaxamento de restrições para viajantes vacinados e o progresso na imunização contra a Covid-19, contribuíram para elevar a confiança do consumidor e restaurar gradualmente a mobilidade.

Confiança
A discreta melhora foi sustentada pela reabertura de diferentes destinos para viagens internacionais, com destaque para a Europa e as Américas. Nessas regiões, a redução ficou próxima dos 70%.

O Caribe e outros destinos insulares registraram o melhor desempenho, com valores próximos ou até melhores que nos níveis pré-pandemia.

Já a região da Ásia e Pacífico continuou a sofrer com os resultados mais fracos no primeiro semestre deste ano, somando 95% a menos de turistas em relação a 2019. A maioria dos destinos na Ásia permanece fechada para viagens não essenciais.

O secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, afirmou haver uma forte demanda pelo turismo internacional à medida que os destinos começaram a receber os visitantes de volta com “segurança e responsabilidade”.

No entanto, ele destaca que “o verdadeiro recomeço do turismo e os benefícios que ele traz, permanecem à espera já que há regras inconsistentes e taxas de vacinação irregulares que continuam afetando a confiança nas viagens”.

Futuro
As perspectivas para o último trimestre do ano permanecem em aberto, de acordo com os especialistas da organização.

Enquanto 53% acreditam que o período será ser pior do que o esperado, 31% dos especialistas esperam que os melhores resultados sejam no final do ano.

Quase metade dos entrevistados acredita que o turismo internacional volte a níveis pré-pandemia apenas em 2024 ou mais tarde. Outros 43% apontam para uma recuperação ainda em 2023. Com ONU News

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!