Grávida morre após ser atingida por bala perdida no Rio durante tiroteio entre policiais e traficantes

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Um tiroteio entre policiais militares e traficantes, no Complexo do Lins, resultou na morte de Kathlen de Oliveira Romeu, na tarde de ontem (8). Ela estava grávida, foi levada para um hospital e não resistiu a um tiro.

De acordo com a Polícia Militar (PM), os policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Lins foram atacados a tiros por criminosos na localidade conhecida como Beco da 14, tendo ocorrido confronto na ação, sendo apreendidos um carregador de fuzil, munições de calibre 9mm e drogas.

“Após cessarem os disparos, os militares encontraram uma mulher ferida e a socorreram ao Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, onde – infelizmente – não resistiu. O local está preservado e a perícia foi acionada”, informou, em nota, a PM.

A Delegacia de Homicídios da Capital investiga o caso. Em paralelo às investigações da Polícia Civil, a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) vai instaurar um procedimento apuratório para averiguar as circunstâncias do fato.

Após a ocorrência, moradores da região obstruíram a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá e atearam fogo em objetos. A via, que liga a Tijuca a Jacarepaguá e à Barra da Tijuca, foi liberada no início da noite. Com Agência Brasil

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!