MG fechou novembro com alta de 15,6% no volume de empresas abertas

Minas Gerais encerrou o mês de novembro com um total de 6.706 constituições empresariais em todo o estado, contra 5.799 em novembro de 2022.

A alta é de 15,6%, a quarta maior elevação apurada este ano, somente atrás de janeiro (27,6% em 2023 em relação a 2022), março (21,7%) e outubro (18,5%).

Os dados constam do relatório mensal de registros mercantis divulgado ontem (7/12) pela Junta Comercial de Minas Gerais (Jucemg), autarquia responsável por movimentações como abertura, alterações e encerramentos empresariais.

“Os números de novembro mais uma vez mostram que Minas Gerais se firma como um polo atrativo para novos investimentos, com saldo positivo de novos negócios em todas as regiões do Estado”, avalia a nova presidente da Jucemg, Patrícia Vinte Di Iorio.

Nomeada pelo governador Romeu Zema no início de novembro, Patrícia Vinte tomou posse no cargo em 27/11, em solenidade na sede da autarquia, em Belo Horizonte. Na mesma ocasião, tomou posse também o novo vice-presidente, Iesser Anis Lauar.

Acumulado do ano
No acumulado do ano, Minas Gerais já registra 79.367 empresas abertas no Estado, o que representa alta de 10,08% em relação ao volume registrado no mesmo período do ano passado, que foi de 72.098 novos negócios.

Encerramentos
Em relação aos encerramentos, novembro deste ano apresentou um total de 3.646 registros baixados em Minas, contra um total de 3.629 no mesmo período de 2022, representando uma variação de 0,47%.

Em relação ao acumulado no ano, o balanço aponta que houve, de janeiro a novembro, 44.822 encerramentos, contra 42.441 nos mesmos 11 meses do ano passado. A variação é de 5,62%.

Dados regionais
Conforme o relatório da Jucemg, todas as regiões de Minas Gerais apresentaram alta no volume de empresas constituídas em novembro deste ano em relação ao mês de novembro do ano passado.

Os maiores índices foram verificados no Alto Paranaíba (38,18%); Triângulo (33,39%); Noroeste (19,83%); Jequitinhonha (16,95%) e Sul de Minas (16,76%). Em seguida, aparecem a Zona da Mata (13,53%); Central (12,43%); Centro-oeste (11,41%); Rio Doce (7,57%) e Norte de Minas (6,46%).

Ranking municipal
O relatório mensal da Jucemg também informa o volume de empresas abertas por município no mês de novembro.

Belo Horizonte lidera a listagem, com 1.732 novas empresas constituídas no período. Em seguida, aparecem: Uberlândia (448 constituições); Contagem (211); Juiz de Fora (199); Montes Claros (138); Uberaba (135); Patos de Minas (127); Betim (109); Governador Valadares (108) e Divinópolis (98).

O balanço da Jucemg considera empresas de qualquer porte, com exceção dos microempreendedores individuais (MEIs), cujas inscrições são realizadas diretamente no Portal do Empreendedor, do Governo Federal, sem passar pelas juntas comerciais estaduais. Com Agência Minas

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!