Seis governadores foram derrotados no primeiro turno

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Seis governadores que tentaram a reeleição foram derrotados nas urnas e não vão disputar o segundo turno, no fim deste mês. O PT perdeu o governo do segundo colégio eleitoral do país, Minas Gerais. O governador Fernando Pimentel ficou em terceiro lugar, com 23,1% dos votos, e está fora do segundo turno.

Em 2014, o tucano Pedro Taques foi eleito governador em Mato Grosso, no primeiro turno, com 57,25% dos votos, mas este ano ficou em terceiro lugar. O ex-senador ficou atrás de Wellington Fagundes (PR) e Mauro Mendes (DEM), que ganhou a disputa no primeiro turno.

Mulher do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), ex-ministro da Saúde, Cida Borghetti (PP) foi derrotada no primeiro turno para Ratinho Júnior (PSD). Cida Borghetti, que obteve 15,53% dos votos, era vice-governadora na administração do tucano Beto Richa, que deixou o governo para concorrer ao Senado e foi derrotado.

Politicamente desgastada com a migração de venezuelanos para o país, via Roraima, a governadora Suely Campos (PP) não passou do terceiro lugar, com pouco mais de 11% dos votos. Vai assistir à disputa, no segundo turno, entre Antônio Denarium (PSL) e José Anchieta (PSDB), ex-governador do estado.

No Rio Grande do Norte, o governador Robinson Faria (PSD) também ficou em terceiro lugar, atrás da petista Fátima Bezerra e do pedetista Carlos Eduardo, que vão para o segundo turno. O governador Zé Eliton (PSDB-GO) foi derrotado no primeiro turno para o senador Ronaldo Caiado (DEM). Com Agência Brasil

PUBLICIDADE