São Paulo tem na fila 17 mil exames suspeitos para COVID-19

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Cerca de 17 mil pessoas com suspeita de terem sido infectadas pelo novo coronavírus (COVID-19) aguardam o resultado de seus exames no estado de São Paulo, informou ontem (7) o secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann.

Segundo o secretário, a demora para processar os testes se deve pela falta de insumos. “Existe uma dificuldade da aquisição de insumos para a realização desses exames. Uma das remessas que estávamos esperando e comprando não conseguiu chegar até agora, deve chegar nos próximos dias. Isso interfere, de certa maneira, no número de exames”.

O secretário disse que, quando esses exames forem processados, isso deve aumentar bastante o número de pacientes confirmados para covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, mas não tanto o de óbitos. “Vamos ter um degrau no número de pacientes confirmados e, em menor número, no de óbitos. O número de óbitos com exames a confirmar é muito pequeno. Então não vai interferir significativamente no de óbitos”, explicou Germann.

São Paulo tem até hoje, segundo Germann, 4.861 casos confirmados de coronavírus, com 304 óbitos. Há ainda 700 pacientes internados em unidades de terapia intensiva e 733 em enfermaria. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!