Firjan considera preocupante processo de relicitação de rodovias

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) classificou de “preocupante” a decisão do governo de antecipar o processo de relicitação das rodovias concedidas na primeira fase do Programa de Concessões. A entidade destacou, em especial, a BR 040 (Washington Luiz), BR 116 Sul (Presidente Dutra) e BR 116 Norte (Rio-Teresópolis).

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook     Siga o Portal GRNEWS no twitter

Para a Firjan, a antecipação dos estudos para a nova concessão, a partir de 2018, “desestimula novos investimentos, principalmente os de maior vulto, como a conclusão da nova subida da Serra de Petrópolis (BR 040), já com 70% das obras concluídas, mas paralisadas há quase um ano, e da nova descida da Serra das Araras (BR 116 Sul), maior gargalo logístico do Brasil”.

Na visão da entidade, é fundamental que o governo encontre meios de assegurar a retomada imediata destes investimentos. De acordo com a Firjan, há risco de atraso nas obras caso sejam seguidos os ritos tradicionais dos processos licitatórios. Ao contrário de serem concluídas entre dois e cinco anos, os prazos podem alcançar de dez a 13 anos.

“Este atraso representará grandes perdas humanas, sociais e econômicas para o estado do Rio de Janeiro e o país, além de representar o adiamento de investimentos e geração de empregos em um momento em que o país mais precisa”, disse a Firjan por meio de nota. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!