Macron comemora vitória com discurso para milhares de franceses no Louvre

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Yoan Valat/EPA/Agência Lusa/direitos reservados

O presidente eleito da França, Emmanuel Macron, comemorou neste domingo (7) a vitória no segundo turno das eleições presidenciais, com um discurso para seus eleitores. Ele destacou que o resultado obtido desde o lançamento de seu movimento político, o En Marche!, há pouco mais de um ano, “não tem precedente nem equivalente” na história do país. As informações são da Agência EFE.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

“O que fizemos nesses meses não tem precedente nem equivalente. Todo mundo dizia que era impossível. Isso é porque não conheciam a França”, afirmou Macron, na esplanada do Museu do Louvre, em um discurso para dezenas de milhares de pessoas.

O jovem político social liberal, de 39 anos, o mais novo presidente da história da França, reiterou que a tarefa que tem pela frente é imensa. E pediu votos nas eleições legislativas de junho para os candidatos de sua plataforma para construir uma maioria verdadeira, forte, uma maioria da mudança que o país aspira: “Essa maioria de mudança é que espero de vocês em seis semanas, porque continuo precisando”, indicou.

Macron alertou que o que virá pela frente não será fácil, mas prometeu ao público que sempre dirá a verdade, que protegerá a França e que tem como objetivo unir e reconciliar o país.

Yoan Valat/EPA/Agência Lusa/direitos reservados


Comemoração

O presidente eleito chegou ao palco erguido no Louvre em uma sequência de uma cenografia muito bem ensaiada, com o hino oficial da União Europeia tocando ao fundo. No local, lembrou que o museu guarda a história da França, do antigo regime à liberdade de Paris da ocupação nazista, e disse que, nesta noite, a Europa e o mundo olhavam para os franceses porque esperavam que “defendêssemos em todas as partes o espírito do Iluminismo”.

Macron reconheceu que uma parte dos votos conquistados hoje foi veio eleitores que não estão de acordo com suas ideias, mas que decidiram apoiá-lo “em favor da República e contra o extremismo”. E a mensagem para eles foi direta: “Protegei a República”, disse.

O centrista também falou sobre os franceses que votaram em sua adversária. Macron prometeu que fará o possível para que daqui cinco anos eles não tenham nenhuma razão para “votar no extremismo”

Apuração
Com 90% da apuração concluída, Macron tem 64,84% dos votos. O resultado se aproxima das estimativas dos institutos de pesquisa, que indicavam que Macron receberia 65% dos votos, contra 35,18% de sua concorrente, a candidata de extrema direita Marine Le Pen

Desta forma, Macron terá a segunda vitória mais ampla em um segundo turno desde os tempos de Charles de Gaulle. A maior de todas as diferenças foi registrada pelo conservador Jacques Chirac, que conseguiu 82% dos votos em 2002 quando disputou com o ultradireitista Jean-Marie Le Pen, pai de Marine.

O término da apuração não está previsto para terminar nesta noite. Com Agência Brasil/Agência EFE

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!