Evento no TCE-MG celebra o Dia Internacional Contra a Corrupção

O governador Romeu Zema participou, nesta segunda-feira (6/12), no Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG), em Belo Horizonte, da comemoração do Dia Internacional Contra a Corrupção 2021. O evento faz alusão à Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, da qual o Brasil e mais 110 países fazem parte.

Em seu pronunciamento, na abertura do evento, Zema elencou as principais ações tomadas no combate à corrupção nos três anos à frente do Executivo. “A primeira medida foi a contratação de um profissional com as características adequadas e com capacidade para ocupar a Controladoria-Geral do Estado (CGE-MG)”, disse.

Ainda de acordo com Romeu Zema, assim que Rodrigo Fontenelle tomou posse, ele fez questão de reforçar que o controlador-Geral teria total liberdade para atuar no combate à corrupção. “Independentemente da pessoa ou fato, ele não teria nenhuma amarra ou questionamento para desempenhar a sua função”, lembrou.

O governador também recordou o momento em que Jarbas Soares Júnior foi escolhido para assumir o Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG). “Meu único pedido foi reforçar a presença do Ministério Público no combate à corrupção. E, com toda certeza, o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais complementa esse trabalho”, afirmou.

Para o governador, sem transparência e sem bons instrumentos de controle, o Estado está sujeito ao aparecimento de práticas inadequadas.

Resultados
Como resultados das boas práticas de transparência em Minas Gerais, Zema destacou as compras de respiradores e materiais hospitalares no combate à pandemia. Essas aquisições foram na casa dos bilhões e sem registro algum de casos de corrupção. O governador também lembrou do maior acordo de leniência já assinado por um estado brasileiro, com a empresa Andrade Gutierrez Engenharia S/A, no valor de R$ 129 milhões.

Além disso, Romeu Zema destacou que o estado de Minas Gerais foi reconhecido pela Controladoria-Geral da União (CGU) como o mais transparente e comprometido em tornar as informações acessíveis, especialmente em relação aos gastos públicos no combate à pandemia de covid-19.

Desafio
O presidente do TCE-MG, o conselheiro Mauri Torres, afirmou que o grande desafio do tribunal continuará sendo o fortalecimento da capacidade de inovação, experimentação e interação com os demais órgãos e poderes de Minas Gerais, promovendo um ambiente de aprendizado e aprimoramento contínuo. “O TCE-MG, apoiando e estimulando as ações da Rede Mineira de Integridade, preserva a boa gestão dos recursos públicos em Minas Gerais”, ressaltou. Com Agência Minas

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!