Indicadores mostram piora do mercado de trabalho em agosto

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Os dois indicadores sobre mercado de trabalho da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostraram piora de julho para agosto deste ano. O Indicador Antecedente de Emprego (Iaemp), que busca antecipar tendências do mercado de trabalho com base na opinião de consumidores e de empresários da indústria e de serviços, caiu 0,4 ponto.

Esta foi a sexta queda consecutiva do indicador, que atingiu 94,3 pontos em agosto, em uma escala de zero a 200 pontos, o menor patamar desde dezembro de 2016 (90 pontos).

Segundo o economista da FGV Fernando de Holanda Barbosa Filho, a queda reflete “o fraco crescimento econômico do ano de 2018, bastante inferior ao esperado”. Segundo ele, as incertezas sobre o processo eleitoral e sobre o desempenho econômico no ano que vem também são fatores que explicam as expectativas pouco otimistas em relação a contratações futuras.

Em outra pesquisa sobre mercado de trabalho, o Indicador Coincidente de Desemprego, medido com base na opinião dos consumidores sobre o desemprego, aumentou 0,2 ponto e chegou a 96,3 pontos, em uma escala de zero a 200 em que quanto maior a pontuação pior é o resultado. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!