Os filmes mais esperados para 2021

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A expectativa pode não ser exatamente favorável para a apreciação de um filme, mas ela, de uma forma ou de outra, constrói alguma ligação com o público. E tudo funciona como uma bola de neve: se um filme mais popular faz muito sucesso, não demora para que uma sequência ou um spin-off seja anunciado. Desse modo, uma lista de filmes mais esperados é sempre cheia dessa expectativa construída conscientemente pelas produtoras e com tudo que cabe a sensações mais subjetivas, como a nostalgia.

Pensando nisso, listamos muitos dos filmes que estão sendo aguardados pelo público para 2021. Alguns deles são superproduções, um ou outro são projetos menores e há espaço para o cinema nacional também. A lista ainda pode ganhar corpo com os anúncios oficiais de lançamentos que permanecem sendo incógnitas.

007: Sem Tempo Para Morrer
James Bond deixou o serviço ativo. Mas a paz do agente britânico dura pouco quando Felix Leiter (Jeffrey Wright), um velho amigo da CIA, aparece pedindo ajuda. A partir de então, o 007 entra na trilha de um vilão misterioso armado com uma nova e perigosa tecnologia. O último filme da franquia a ser protagonizado por Daniel Craig tem direção do talentoso Cary Joji Fukunaga, que esteve à frente de oito episódios da série True Detective e do ótimo drama romântico Jane Eyre (de 2011). No elenco, ainda veremos Ana de Armas, Ralph Fiennes, Léa Seydoux, Rami Malek, Christoph Waltz, Ben Whishaw e Naomie Harris. E não é somente o elenco que é avantajado: a duração confirmada do filme é de 2 horas e 43 minutos. Pelo sim ou pelo não, já é um filmão.

Adão Negro
Ainda não se sabe muito sobre o filme, mas sabemos que o Adão Negro é um super-vilão, uma espécie de versão maligna de Shazam, sendo o principal arqui-inimigo do super-herói — ao menos nas HQs. Provavelmente, o personagem surgirá não exatamente como um vilão, mas como um anti-herói, o que deve se encaixar bem em todo o carisma de Dwayne Johnson.

The Batman
O que se sabe é totalmente público: o diretor Matt Reeves (dos dois últimos elogiadíssimos Planeta dos Macacos) parece estar indo nas profundezas do herói de Gotham. O material não é fácil: depois de passar por várias versões e por diretores com assinatura como Tim Burton e Christopher Nolan, fazer renascer o Homem-Morcego é um processo que exige um diferencial. De todo modo, a partir do material que tem sido divulgado, Bruce Wayne vem em uma versão mais violenta, profunda e com uma pegada bem diferente das anteriores.


Duna

Com direção do já cultuado Denis Villeneuve (de Blade Runner 2049), Duna é mais uma adaptação do romance de ficção científica sobre o filho de uma família nobre que é encarregado de proteger o elemento mais vital da galáxia. Duna já foi levado aos cinemas por David Lynch (em 1984), tendo uma recepção bem sofrida. Há, ainda, uma minissérie de 2000 baseada no trabalho do escritor Frank Herbert. Acredita-se, porém, que Villeneuve, enfim, trará ao mundo uma versão satisfatória desse universo. Fica a expectativa…

O Esquadrão Suicida
É verdade que Esquadrão Suicida (2016) foi um fracasso de público e crítica. Aquele filme, escrito e dirigido por David Ayer, é motivo de piadas, memes e até certa repulsa. Então, sem demora, a DC anunciou The Suicide Squad — sim, somente com a mudança do artigo na frente. O Esquadrão Suicida já nasce com muita expectativa. Isso porque o roteiro e a direção passam para os domínios de James Gunn, que deu vida aos Guardiões da Galáxia. Gunn, que também está no comando do terceiro filme dos heróis da Marvel, parece conseguir aliar bem a função entre as duas concorrentes. Talvez ele seja o diretor que mais pode demonstrar que, no futuro, poderemos ter um grande cruzamento e, de repente, um embate entre Thor e Superman, entre Homem-Aranha e Batman… ou a união entre todos para combater um mal muito maior. Fica essa elucubração fantasiosa sobre um evento que seria mais do que gigantesco.

Godzilla vs. Kong
O próximo capítulo do Monsterverse promete ser épico: dois dos maiores ícones da história do cinema um contra o outro e, no meio, a humanidade. Monstros e destruição são um prato cheio para o entretenimento. Resta saber para que lado o diretor Adam Wingard (de Death Note, 2017) vai levar os bichanos.


Homem-Aranha 3

A continuação por enquanto sem título de Homem-Aranha: Longe de Casa continua agendada para dezembro de 2021. Se não tem título, sinopse e informações oficiais seguras muito menos. Mas o mesmo diretor dos dois filmes anteriores, Jon Watts, está no comando. Tom Holland volta ao papel protagonista, claro, e Marisa Tomei repete a sua Tia May assim como Zendaya a sua MJ.

Existem alguns acréscimos no elenco que prometem trazer o multiverso espetacular da animação Homem-Aranha no Multiverso para o live action (ou quase isso): Jamie Foxx como Electro, papel que ele interpretou em O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (de 2014), Alfred Molina como Dr. Octopus, revivendo o vilão memorável de Homem-Aranha 2 (2004) e as prováveis participações de Tobey Maguire e Andrew Garfield como aranhudos de universos paralelos. Faltam informações oficiais para uma confirmação com mais certeza, mas fica a expectativa.

A estreia de desse terceiro capítulo do Homem-Aranha pelas mãos da Marvel Studios está agendada para 17 de dezembro nos EUA e para o dia 23 do mesmo mês no nosso país vizinho, a Argentina. Por aqui, ainda não há data confirmada, mas deverá acontecer entre as mesmas datas.

Invocação do Mal 3
Uma das franquias de terror mais aclamadas do cinema retorna com o seu terceiro capítulo. O casal Ed e Lorraine Warren desta vez traz a luta pela alma de um menino (interpretado por Julian Hilliard, de A Maldição da Residência Hill). O caso real marca a primeira vez na história dos EUA em que um suspeito de assassinato alegou estar possuído como argumento de defesa. A direção é de Michael Chaves (de A Maldição da Chorona, 2019), substituindo James Wan após os dois primeiros filmes.

King’s Man: A Origem
Na sinopse oficial, a produção se coloca, justamente, como um filme de origem, uma prequela: nos primeiros anos do século XX, a agência Kingsman foi formada para se opor a uma cabala que trama uma guerra para exterminar milhões. Com dois filmes anteriores consolidados e bem vistos, King’s Man: A Origem surge para expandir o universo e vem, novamente, com a direção de Matthew Vaughn. O elenco vem pesado: Aaron Taylor-Johnson, Ralph Fiennes, Stanley Tucci, Daniel Brühl e Djimon Hounsou.

A Lenda de Candyman
Tido como uma “sequência espiritual” do filme de terror O Mistério de Candyman (de Bernard Rose, 1992), A Lenda de Candyman é indicado como um retorno às origens de onde tudo começou. Coescrito por Jordan Peele (de Corra! e Nós) e dirigido por Nia DaCosta (do futuro Capitã Marvel 2), o novo filme, ao menos pelo trailer lançado, promete ser justamente ligado às suas raízes. Candyman, originalmente, é uma alma assassina com um gancho no lugar da mão que é convocado à realidade por um estudante cético que pesquisa sobre tal mito. Agora, ele volta a uma Chicago envelhecida… sem qualquer boa intenção.

The Many Saints of Newark
Para os fãs de Família Soprano, tida por muitos como a melhor série de todos os tempos, o filme será um olhar sobre os anos de formação do mafioso Tony Soprano. A direção está a cargo de Alan Taylor, que dirigiu nove episódios da série original, sete de Game of Thrones e Thor: O Mundo Sombrio (de 2013). David Chase, um dos roteiristas, aliás, é o criador da Família Soprano e escreveu nada menos que 86 episódios enquanto esteve no ar (de 1999 a 2007). Não se sabe muito bem o que esperar.

Mestres do Universo
Previsto para 2021, mas sem data confirmada, Masters of Universe é o remake ou reboot de uma primeira versão que fracassou dolorosamente na década de 1987, tendo Dolpf Lundgren como He-Man. Chegou a hora, então, de dar outra chance a Grayskull no cinema. A história não deve fugir muito do embate entre He-Man e o malvado Skeletor, mas, desta vez, o ator escolhido para interpretar o Príncipe Adam é Noah Centineo, protagonista da série de filmes Para Todos os Garotos…

The Matrix 4
Estava programado para 2022, mas, após algumas mudanças no planejamento, a diretora Lana Wachowski, junto às produtoras — como a Warner Bros —, resolveu adiantar para dezembro de 2021. Pela primeira vez dirigindo sem a irmã Lilly, não se sabe o que Lana irá trazer. O terceiro filme da primeira trilogia, que foi julgado por muitos como uma grande decepção, não dava indícios da possibilidade de mais uma sequência. Mas os tempos são outros. Sem dúvida, o filme deve arrastar muitos e muitos fãs aos cinemas, além de curiosos e admiradores.

Missão: Impossível 7
O incansável Tom Cruise volta como o agente Ethan Hunt sob o comando de Christopher McQuarrie, que dirigiu os últimos dois da franquia — Nação Secreta e Efeito Fallout. A expectativa é grande. McQuarrie, que nem voltaria à direção de filmes da série, relatou, em entrevista à Empire, que apresentou dois filmes e, agora, precisa justificá-los: “Você tem que fazer algo que vai engolir os três últimos filmes. Estou enlouquecendo nesse momento. Nós conversamos sobre algo e… Meu deus!” — disse ele. Agora é aguardar um sétimo capítulo ainda mais corpulento que o citado Efeito Fallout e um oitavo que engula tudo.

Mortal Kombat
Um dos mais famosos games de todos os tempos receberá mais uma adaptação. Na mais conhecida — e querida por muitos fãs —, o diretor Paul W. S. Anderson (da franquia Resident Evil) trouxe Liu Kang, Sonya Blade e Johnny Cage, três desconhecidos artistas marciais, como convocados a uma ilha misteriosa para competir em um torneio. O resultado da competição: o destino do mundo. Mas o filme, que completou 25 anos de idade em 2020, também tem seus detratores. A ideia do diretor estreante Simon McQuoid, então, é dar mais profundidade ao todo. Aguardemos…

Pinóquio
A versão sombria do conto de fadas infantil está nas mãos de Guillermo del Toro (de A Forma da Água) e do estreante em longas-metragens Mark Gustafson. E as expectativas, para além do nome de Del Toro na direção, acabam sendo multiplicadas pelo elenco: Ewan McGregor, Cate Blanchett, Tilda Swinton, Christoph Waltz, Ron Perlman, John Turturro, Tim Blake Nelson e Finn Wolfhard. Apesar de a história ser bem conhecida, não se sabe exatamente como será a abordagem da animação, mas, dado o histórico de Del Toro e as escolhas de filmes do elenco de vozes, a produção deve vir muito forte.

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis
Aqui no Brasil, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis está previsto para estrear em julho. Não se tem certeza do impacto da pandemia do novo coronavírus no lançamento dessa produção da Marvel, mas sabe-se que o personagem-título é interpretado por Simu Liu e a direção é de Destin Daniel Cretton, do recente Luta por Justiça (de 2019). Apesar de não haver sinopse oficial divulgada, a história deve seguir Shang-Chi que, quando é atraído para a organização clandestina dos Dez Anéis, é forçado a confrontar o passado que pensava ter deixado para trás.

Shang-Chi / Marvel Studios

Sherlock Holmes 3
Depois de iniciar duas franquias praticamente ao mesmo tempo — lançando Homem de Ferro em 2008 e Sherlock Holmes em 2009 —, Robert Downey Jr. agora está com mais liberdade para focar no detetive mais famoso do mundo. Isso pode, talvez, ficar mais claro em suas declarações, que dizem respeito a não somente fazer um terceiro filme, mas expandir o universo. Sherlock Holmes 3 está previsto para 2021, mas ainda não tem sinopse oficial. Só nos resta aguardar as cenas dos próximos capítulos desse projeto que contava com Guy Ritchie na direção e agora, 10 anos depois do lançamento do segundo filme, passa a ter Dexter Fletcher (de Rocketman) no comando.

Com a estreia mundial prevista para 22 de dezembro, no Brasil o filme deve chegar na última semana do ano.

Snake Eyes
O spin-off de G.I. Joe, que foca nas origens do personagem Snake Eyes, surge depois de 12 anos da estreia de G.I. Joe: A Origem de Cobra, filme que não teve uma recepção muito bacana nem de público e nem de crítica. De todo modo, a produção carrega uma nostalgia implícita e explícita e não deve deixar de ser acompanhada de perto por quem gosta de uma ação escapista. De repente, pode surpreender.

Space Jam: O Novo Legado
25 anos após o lançamento de Space Jam: O Jogo do Século, que contava com a participação de Michael Jordan em interação com os Looney Toones, chega a sequência aguardada há tempos. Desta vez, a estrela da NBA aqui é LeBron James, que se junta a Pernalonga e sua turma. Não se sabe muito sobre a história, mas espera-se um entretenimento muito além do mediano.

Tom & Jerry: O Filme
A animação é uma incógnita. Apesar de toda nostalgia envolvida, a direção está com Tim Story… diretor do Quarteto Fantástico de 2005 e do mais recente Shaft (de 2019). Trata-se de uma adaptação que, ao que tudo indica, revelará como Tom e Jerry se conheceram e construíram a tão famosa rivalidade.

Turma da Mônica: Lições
O primeiro filme encantou o público, fez sorrir e chorar como poucos em 2019. Esta sequência, prevista para 2020 e adiada duas vezes, está marcada para junho de 2021. Toda a sensibilidade da direção de Daniel Rezende deve vir à tona mais uma vez, não restando dúvidas de que Turma da Mônica: Lições é, desde já, um dos filmes mais indicados para os apaixonados pelas criações de Maurício de Souza, para todas as crianças do mundo e para quem, acima de tudo, quer esquentar o coração.

Venom 2: Tempo de Carnificina
No final de Venom, ficou a óbvia deixa para uma continuação envolvendo o clássico Carnificina. Por mais que não exista ainda uma sinopse oficial divulgada, sem dúvida o filme trará o super-vilão escarlate para um embate contra o anti-herói de Tom Hardy. Quem assume a direção, substituindo Ruben Fleischer, é Andy Serkis, o que deve dar um resultado mais centrado e menos afetado. Mas são só suposições…

Viúva Negra
Finalmente, uma das principais heroínas do Universo Cinematográfico Marvel (UCM) terá seu filme solo lançado. Pouco se sabe exatamente sobre a história que será trazida para o público, mas deverá tratar, além de uma breve origem da personagem, de suas investidas entre os filmes Vingadores: Guerra Civil e Vingadores: Guerra Infinita. Scarlett Johansson, claro, retorna ao papel.

O primeiro país a exibir o tão aguardado filme do UCM será Singapura, com estreia por lá marcada para 29 de abril. No Brasil, a estreia deve acontecer em 6 ou 13 de maio.

E então? Qual é o filme da nossa lista que você mais espera para assistir em 2021? Com CanalTech

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!