Pará de Minas: dupla é flagrada pichando o Cristo Redentor

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

PMMG/Divulgação

Os pichadores continuam agindo em Pará de Minas. No domingo (3) policiais militares registraram a pichação da estátua de Benjamim de Oliveira, o primeiro palhaço negro do Brasil. O rosto da estátua foi coberto com uma tinta prata e a Suástica, símbolo do regime Nazista pichada no violão e a nas costas. O escultor Alexandre Magno Martins Pinto, autor da obra, disse que estuda a melhor maneira de remover a tinta, sem danificar a peça artística.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

PMMG/Divulgação

Na noite de segunda-feira, 4 de setembro, uma equipe da Polícia Militar flagrou um infrator de 28 anos e um garoto de 16 anos pichando a base do Cristo Redentor, no alto da Serra de Santa Cruz, em Pará de Minas. O pichador de 28 anos foi preso e o menor apreendido, bem como a lata de spray de tinta usado pela dupla.

PMMG/Divulgação

Os militares da equipe do Tático Móvel, com apoio de outras equipes foram até o Mirante do Cristo Redentor em uma ação e rotina naquele ponto turístico e religioso, quando se depararam com a dupla pichando a base do monumento ao Cristo Redentor, usando um spray de tinta.

Os pichadores flagrados disseram que estavam no local para fumar maconha e após usarem a droga resolveram fazer as pichações.

PMMG/Divulgação

O indivíduo de 28 anos preso e o menor apreendido, foram conduzidos à Delegacia Regional de Polícia Civil em Pará de Minas, juntamente com o spray apreendido. A mãe do menor disse que o filho havia pedido o spray para pintar os sapatos.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!