Deputados debatem nesta terça exigências para leilões de gado em MG

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Apresentar atestado de vacina contra as doenças brucelose e tuberculose no gado. Essa é uma das recentes determinações federal e estadual que preocupam criadores. A requerimento do deputado Antonio Carlos Arantes (PSDB), a Comissão de Agropecuária e Agroindústria já discutiu esse assunto e marcou uma nova data para dar prosseguimento ao debate. A reunião está agendada para esta terça-feira (5), às 14 horas, no Plenarinho III da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Na primeira etapa de discussões sobre o tema, criadores de gado manifestaram preocupações com recentes normas editadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). Em linhas gerais, ambas determinações estabelecem que, para participar de leilões, os criadores de gado devem apresentar comprovação de vacinação e de exames negativos de brucelose e tuberculose. O IMA determinou, por exemplo, que para leilões de gado leiteiro será exigida comprovação de vacinação contra ambas as enfermidades em vacas com idade inferior a dois anos.

Os pecuaristas alegaram na primeira audiência que as determinações poderiam favorecer apenas laboratórios produtores de vacinas. A categoria ainda ressalta que a comercialização de gado poderá ocorrer diretamente entre o vendedor e comprador, sem a necessidade de leilões.

Ainda na primeira audiência, o IMA assegurou que as novas normas vão trazer benefícios econômicos e irá proteger compradores de gado em tais eventos, que terão garantias de animais saudáveis.

Antonio Carlos Arantes e outros deputados presentes na última discussão sobre o assunto afirmaram que as preocupações com as condições sanitárias do gado são legítimas, porém, se excessivas, elas podem prejudicar os produtores.

Conforme informações do gabinete de Arantes, os desdobramentos da primeira discussão é que pautarão a segunda etapa. Entre os resultados, está a formação de um grupo de trabalho formado por ALMG, Faemg e IMA, que juntos debaterão normas mais adequadas sobre as vacinas como requisito para leiloar gado.

Ente os convidados para a reunião, estão o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, e o diretor do IMA, Marcílio de Sousa Magalhães.

Doenças
Brucelose e tuberculose são doenças causadas por bactérias. A primeira, que pode causar complicações no sistema circulatório do ser humano, é transmitida ao homem por meio de carne crua e produtos derivados do leite não submetidos ao tratamento térmico adequado. Já a tuberculose é transmitida também por alimentos lácteos sob condições inadequadas de tratamento e pode causar problemas em órgãos do corpo humano. Com informações da Assessoria de Comunicação da ALMG.

PUBLICIDADE