Pará de Minas: PM de Meio Ambiente apreende diversas aves silvestres mantidas em cativeiro

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Divulgação/Polícia Militar

A equipe de Policiamento do Meio Ambiente Comandada pelo sargento Walker, compareceu na rua Esmeraldas, bairro Nossa Senhora de Fátima na última sexta (02), onde de acordo com denúncia deita no Disque Denúncia Unificado (DDU) 181, reside um indivíduo que mantém em cativeiro e comercializa pássaros da fauna silvestre brasileira, sem autorização do órgão ambiental competente.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

No local, foi visualizado algumas gaiolas dependuradas em frente a residência com pássaros da fauna silvestre sem as anilhas de identificação como preconiza a legislação ambiental, e o autor foi encontrado na residência. Ele foi informado sobre a denúncia em seu desfavor. Ele disse não ser criador amadorista de passeriforme e que realmente captura os pássaros nas matas próximas e realiza a revenda das aves.

Divulgação/Polícia Militar

Durante fiscalização no interior da residência foram localizadas mais gaiolas de madeira e metal e dois viveiros de metal, além de 21 canários da terra, quatro papa capim e cinco tico-tico, todos sem anilha de identificação e também três alçapões de madeira.

Os pássaros foram apreendidos e encaminhados até uma veterinária e após um laudo técnico, foi constatado que todas as aves estavam em boas condições, não apresentavam sinais de maus tratos, aptos para serem soltos em seu habitat, sendo os pássaros, encaminhados para soltura em sitio no povoado de Catumba, município de Para de Minas/Mg. As 10 gaiolas de madeira totalizando, e os três alçapões de madeira, foram destruídos nos fornos de uma cerâmica, as gaiolas e os viveiros de metal, foram destruídos em um ferro Velho.

Durante a confecção da ocorrência no sistema informatizado foi verificado que o autor é reincidente em crimes ambientais conforme BO registrado anteriormente. Ele foi informado que ele infringiu o disposto no artigo 29, §1º, inciso III da lei federal 9605/98, e artigo 24, §3º, inciso III do decreto federal 6.514/08, sendo dada voz de prisão em flagrante e conduzido a Delegacia de Para de Minas para demais providências.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!