República Dominicana e EUA debatem corrupção da Odebrecht em Washington

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O procurador-geral de Justiça da República Dominicana, Jean Alain Rodríguez, foi recebido em Washington pelo secretário de Justiça dos Estados Unidos, Jeff Sessions, em um encontro que abordou, entre outros assuntos, o escândalo de corrupção da construtora brasileira Odebrecht. As informações são da agência EFE.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Segundo comunicado divulgado nesta quinta-feira (4) pela Procuradoria-Geral da República Dominicana, a reunião entre Sessions e Rodríguez ocorreu ontem. No encontro, eles destacaram as estreitas relações entre os dois países e a importância de continuar fortalecendo a assistência jurídica mútua em matéria penal.

Sessions manifestou a Rodríguez, de acordo com a nota, a disposição dos EUA em reforçar a colaboração entre os dois governos para obter maior efetividade no combate ao crime transnacional.
Os dois também conversaram sobre casos de corrupção, destacando a necessária colaboração em relação às investigações sobre o escândalo envolvendo a Odebrecht.

O procurador-geral dominicano encabeça as investigações sobre as propinas pagas no país pela empreiteira brasileira objetivando obter contratos para obras de infraestrutura entre 2001 e 2014.

Em dezembro de 2016, a Odebrecht admitiu ao Departamento de Justiça dos EUA que pagou mais de US$ 700 milhões em propinas em mais de dez países da América Latina e da África, desencadeando um escândalo que abalou governos, políticos e empresários da região.

Multa pesada
Em abril, a Justiça federal dos EUA multou a Odebrecht em US$ 2,6 bilhões pelas atividades ilegais e determinou que 80% do montante correspondia ao Brasil. Os outros 20% foram divididos entre os americanos e a Suíça.

Rodríguez disse que o caráter transnacional dos crimes modernos requer canais abertos e efetivos para uma perseguição penal que permita o ressarcimento do dano causado à sociedade em um tempo prudente, para o qual a cooperação internacional é essencial. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!