Escolas da Rede de Educação Profissional iniciam atividades do ano letivo de 2017

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Divulgação

O Governo de Minas Gerais está trabalhando cada vez mais para potencializar a formação profissional dos adolescentes e jovens mineiros a partir de diferentes estratégias formativas e aproximação com o mundo do trabalho. Em 2016, 15.362 estudantes foram atendidos com cursos de qualificação profissional por meio da Rede de Educação Profissional.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A iniciativa da Secretaria de Estado de Educação (SEE) contemplou 107 escolas estaduais, sendo que duas escolas delas são provenientes do Programa Brasil Profissionalizado, iniciativa do Ministério da Educação em parceria com os estados que atua no fomento de ações que visam à expansão, ampliação e modernização das escolas das redes estaduais de Educação Profissional e Tecnológica. As escolas estão localizadas no Triângulo Mineiro: uma no município de Tupaciguara e a outra em Sacramento.

A Escola Estadual de Ensino Médio, no município de Tupaciguara, iniciará suas atividades este ano e ofertará os cursos de Administração e Recursos Humanos para 320 alunos. Para atrair a comunidade para participar dos cursos, a diretora da escola, Cleide das Graças Fagundes Dias, conta que foi feita uma grande campanha de divulgação.

Segundo ela, o número de inscritos reflete a escassez de qualificação de mão de obra no município. “Quanto maior a gama de cursos que pudermos oferecer, melhor será para a economia do município e para a parte educacional dos nossos jovens. Aqui, a qualificação da mão de obra é escassa”, ressalta Cleide.

Já a Escola Estadual Escritora Carolina Maria de Jesus, em Sacramento, iniciou suas atividades em agosto de 2016. Inicialmente foi ofertado apenas o curso de Administração. Para este ano, a escola ampliou a oferta e serão ministrados também os cursos de Informática, Marketing e Secretariado.

A previsão é de que sejam atendidos 663 alunos, sendo 69 da cidade vizinha Conquista. “Estamos nos esforçando para apresentar a escola para a comunidade. Visitei escolas dos municípios vizinhos para falar sobre os cursos e fiz uma parceria com a prefeitura do município de Conquista. A prefeitura vai oferecer o transporte para 69 estudantes”, conta a diretora da escola, Shirley Aparecida Ribeiro Tavares Magnabosco. A escola oferece cursos nas modalidades concomitantes e subsequente.

Programa Brasil Profissionalizado
Criado em 2007, o programa possibilita a modernização e a expansão das redes públicas de ensino médio integradas à educação profissional, uma das metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). O objetivo é integrar o conhecimento do ensino médio à prática. A partir do programa, recursos do governo federal são repassados para que os estados invistam em suas escolas técnicas.

Rede de Educação Profissional
Em toda a Rede de Educação Profissional são ofertados os cursos de: Administração, Agente Comunitário de Saúde, Agricultura, Agropecuária, Cooperativismo, Eletroeletrônica, Eletromecânica, Eletrônica, Eletrotécnica, Enfermagem, Guia de Turismo, Hospedagem, Informática, Informática para Internet, Joalheria, Logística, Marketing, Massoterapia, Mecânica, Recursos Humanos, Refrigeração e Climatização, Secretaria Escolar, Secretariado, Segurança do Trabalho, Serviços Públicos, Telecomunicações e Transações Mobiliárias.

Em média, duração será de um ano e meio, dividido em três módulos. A partir deste ano, a Secretaria iniciará a oferta dos cursos técnicos no Ensino Médio Profissionalizante: Técnico em Enfermagem e Massoterapia.

O curso de Técnico em Massoterapia, ofertado pela primeira vez pela rede estadual, no Instituto São Rafael, escola de Educação Especial para deficientes visuais, abre as portas da instituição aos estudantes da rede regular de ensino e para alunos portadores de outras deficiências.

Nessa modalidade são duas turmas com 30 alunos cada, nos turnos da manhã e da tarde. A unidade já oferecia cursos livres de massoterapia e teve seu laboratório ampliado. Novos equipamentos foram adquiridos de forma a atender ao curso técnico profissionalizante.

Já a oferta de curso Técnico em Enfermagem está distribuída em três escolas de Belo Horizonte e Região Metropolitana. A demanda foi apontada em levantamento feito pelas Superintendências Regionais de Ensino (SREs) e pelas próprias escolas junto às comunidades.

Os laboratórios foram montados nas escolas estaduais Bolívar Tinoco, no Ribeiro de Abreu, em BH (SRE Metropolitana A), e Nossa Senhora da Conceição, em Ribeirão das Neves (SRE Metropolitana C), com atendimento a três turmas. Na escola Celso Machado, no bairro Milionários (SRE Metropolitana B) serão quatro turmas, devido à grande procura (mais de 400 candidatos se inscreveram). Cada turma terá 40 alunos, nas três unidades de ensino. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!