Confira algumas curiosidades de “Lover”, sétimo álbum de Taylor Swift

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A artista é conhecida por ser a rainha dos “easter eggs”, aquelas referências escondidas que a Taylor gosta de usar e brincar. Para o lançamento deste álbum não foi diferente. Os clipes do novo projeto estão recheados de símbolos, pistas e dicas. Confira alguns deles aqui e outras curiosidades desta nova fase da cantora.

O primeiro single do novo álbum foi “ME!”, com participação de Brendon Urie, vocalista do Panic! At The Disco. O clipe dirigido pela própria cantora e por Dave Meyers, já começa com uma cobra virando uma borboleta. A transição do animal representa a mudança da era “Reputation”, seu sexto disco, para a nova era de “Lover”. Logo no início do clipe, há um diálogo entre Taylor e Brendon, Durante a conversa, ela diz a frase “You need to calm down”, que seria o próximo single a ser lançado. Super colorida e divertida, a produção de “ME!” ainda contém referências de grandes musicais da história do cinema, como “Moulin Rouge”, “Singing In The Rain”, “O Mágico de Oz”, “Hairspray” e “Mary Poppins”. O clipe ainda escondeu o nome do álbum, que representa a nova era da artista.

O segundo single, “You Need To Calm Down”, também chegou acompanhado de um videoclipe cheio de easter eggs. Logo no início, há uma referência a uma famosa frase que a cantora Cher usou durante uma entrevista no ano de 1996.

Na capa da nova música, Taylor remete novamente à transição de eras, de “Reputation” para “Lover”, ou seja, de cobra para borboleta.

Em seguida a cena do “Concurso de Divas Pop”, os fãs puderam ver as cantoras Ariana Grande, Lady Gaga, Adele, Cardi B, Taylor, Beyoncé, Katy Perry e Nicki Minaj sendo representadas em um palco. Na letra de “ME!”, Taylor faz uma crítica sobre essa situação na qual diversas mulheres de sucesso são colocadas umas contras as outras. Ela entende que todas têm características que as tornam únicas e repudia este tipo de competição. O clipe também é inteiramente pró-LGBT. O apoio à causa e à comunidade fica claro na produção, que conta com diversas referências e personalidades, como Ellen DeGeneres, o elenco da série Queer Eye, RuPaul, Laverne Cox, entre outras. O clipe ainda veio acompanhado de uma petição que exige proteções legais para gays, lésbicas e transsexuais.

Ao final do clipe, o ator Ryan Reynolds aparece pintando a fachada do Stonewall In, icônico bar de Nova Iorque onde aconteceu um dos eventos mais importante para os movimentos pelos direitos LGBT dos Estados Unidos.

Como os fãs de Taylor já sabem, ela é fascinada pelo número 13. E isso é visível nos detalhes do clipe de “You Need To Calm Down”. Em uma das cenas, ela deixou dados em ângulos bem estratégicos. Se você somar os números virados para cima dos dados que estão fora da caixinha, o resultado é 13. Se você for um pouco mais longe e somar o número de todos os dados, vai chegar no número 67. E ao somarmos 6 + 7, teremos 13.

A dica do próximo single também estava escondida ao longo de três minutos e no meio do vídeo. “The Archer” é mais um dos “easter eggs” presentes no clipe de “You Need to Calm Down”. Em um determinado momento, a cantora Hayley Kiyoko lança uma flecha e o alvo é o número 5. Muita gente achou que isso significava um possível feat entre as duas artistas, mas a verdade é que o nome da canção era o que estava sendo revelado. Afinal, “The Archer” em português significa “o arqueiro”. O número 5 também é referente à quinta música do álbum, que é sempre uma música mais sentimental.

Entre todas as celebridades e personalidades que aparecem no vídeo há uma que merece uma menção especial, a cantora Katy Perry. Após alguns desentendimentos entre as duas, Taylor e Katy se abraçam e fazem as pazes neste clipe, que já ultrapassa a marca de 117 milhões de views, corroborando a mensagem de amor por trás do álbum.

Taylor Swift lançou mais uma música do novo álbum, a faixa-título “Lover”, que está em 1º lugar nos Estados Unidos. Foram mais de 1 milhão de streams no país. Nas paradas mais ouvidas do mundo, a canção está em 4º lugar, com quase 5 milhões de reproduções.

O refrão do novo single é uma verdadeira declaração de amor. Taylor Swift mostra o quanto se sente íntima de seu amor (“have I known you 20 seconds or 20 years?”) e pede: “Can I go where you go? Can we always be this close forever and ever?” (Posso ir aonde você vai? Podemos sempre ficar perto assim?). Segundo uma matéria da US Magazine, a faixa “Lover” traz diversos acenos para músicas anteriores de Taylor Swift. O verso “take me home” (me leve para casa), por exemplo, já foi cantado na música “Style” e os versos “friends crash in the living room / this is our place, we make the call” (a gente deixa nossos amigos dormirem no sofá, esse é nosso lugar, a gente decide) trazem uma nova situação para o que Taylor narrou em “New Year’s Day”, quando cantou “there’s glitter on the floor after the party / girls carrying their shoes down in the lobby” (há glitter no chão depois da festa / garotas carregando seus sapatos no saguão).

Na letra, ela pede para as pessoas se levantarem (“ladies and gentlemen, will you please stand?”) para que ela faça um grande anúncio. E, então, canta: “I take this magnetic force of a man to be my lover. My heart’s been borrowed and yours has been blue. All’s well that ends well to end up with you”. Esta última frase é tanto uma referência a uma peça de Shakespeare (“All’s Well That Ends Well), quanto à música de 2012, “All To Well”. O clipe de “Lover” será divulgado nesta quinta-feira (22). Será que podemos esperar por mais pistas escondidas?

Durante sua trajetória, Taylor Swift coleciona nada menos que 10 GRAMMYS, diversos Certificados de Ouro, Platina e Diamante, liderança nas paradas musicais e milhares de fãs ao redor do mundo.

Don`t copy text!