Justiça decreta prisão preventiva de torcedores uruguaios por briga

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Juizado do Torcedor e dos Grandes Eventos do Rio de Janeiro decretou a prisão preventiva de três dos 14 uruguaios presos ontem (3) depois de briga com torcedores do Flamengo, na zona sul da cidade. As torcidas de Flamengo e Peñarol, do Uruguai, se confrontaram na tarde de ontem (3), antes do jogo entre os dois times pela primeira fase da Copa Libertadores da América.

Gianfranco Steffano, Dennis Oscar Viega Gonzalez e Fernando Segundo Carreño Tucce foram enquadrados no crime de lesão corporal com risco de morte.

Os outros 11 presos em flagrante foram apenas afastados do estádio por promover tumulto e praticar violência.

A audiência dos 14 torcedores do Peñarol com o juiz Mario Cunha Olinto Filho só terminou às 6h20 de hoje (4) e contou com a presença do cônsul do Uruguai, Jorge Luis Pouy.

Durante a briga, um torcedor do Flamengo, Roberto Almeida, foi ferido na cabeça e internado em estado grave no Hospital Municipal Miguel Couto. Com Agência Brasil

Don`t copy text!