Morador de Papagaios cai em novo golpe e perde R$ 9 mil

Um homem de 39 anos, vítima de um golpe através de redes sociais onde perdeu R$ 9.000,00, acionou uma equipe policial na quinta-feira (03) em Papagaios.

Segundo ele, no início do mês de dezembro recebeu solicitação de amizade, através de uma rede social da internet, de uma mulher que se apresentou como oficial do Exército dos Estados Unidos. Ela estaria em missão no Afeganistão e lhe disse que durante buscas em um imóvel, encontrou um malote contendo aproximadamente US$1.200.000,00 (um milhão e duzentos mil dólares americanos) e que o deixou sob custódia de uma empresa de segurança que presta serviço para a Organização das Nações Unidas (ONU).

Ainda segundo a vítima, a suposta oficial americana lhe disse que recebeu comunicado da empresa que se ela não retirasse o malote em tempo hábil, ele seria enviado para a Síria, para onde a empresa estaria se mudando.

A vítima disse ainda que a oficial lhe pediu para enviar o malote para sua casa, para ficar em segurança até que pudesse apanhá-lo, o que foi aceito pela vítima, que passou à estrangeira seus dados pessoais, endereço e número de telefone.

Relatou também a vítima que posteriormente recebeu ligação de uma pessoa dizendo ser funcionário da alfândega e que para retirar o malote enviado pela oficial, deveria pagar uma taxa alfandegária.

A vítima então depositou em uma conta indicada pelo interlocutor, a quantia de R$ 6.000,00 e depois mais R$ 3.000,00, pois a pessoa alegou que ainda havia um complemento, pois o preço era calculado em dólares. E que depois, recebeu nova ligação, desta vez de um homem se apresentando como “diplomata a serviço na Síria”, lhe pedindo mais R$ 3.000,00, quando então desconfiou que havia caído em um golpe.

Os militares orientaram a vítima quanto a demais providências a tomar junto ao banco e à Polícia Civil.

A Polícia Militar alerta aos cidadãos a ficarem atentos quanto a golpes pela Internet, como sites de compras e redes sociais. Este golpe narrado pela vítima apresenta dinâmica semelhante a golpes aplicados por quadrilhas internacionais, principalmente nigerianas, que envolvem as vítimas em propostas amorosas ou de supostos negócios muito vantajosos, com entregas de produtos relacionados a taxas alfandegárias, extorsão e outros tipos de transações. Este modo de ação foi amplamente divulgado em veículos de imprensa de alcance nacional.

Deve-se evitar passar dados pessoais ou fazer qualquer transferência bancária, antes de se checar com precisão os dados e as informações passadas pelos interlocutores, nos contatos em redes sociais e afins. Se o cidadão perceber indícios de que está sendo vítima de um golpe, deve acionar a Polícia Militar imediatamente pelo telefone 190.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!