PF deflagra Operação Aventura para apurar desvios de recursos em Goiás

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (3) a Operação Aventura que investiga indícios de desvios de recursos públicos na contratação de empresas para a prestação de serviços de saúde no município de Crixás (GO). As irregularidades se concentram no fornecimento de materiais hospitalares para o combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19). As pessoas jurídicas investigadas receberam, em 2020, aproximadamente R$ 4 milhões da prefeitura de Crixás.

Realizada em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU), as investigações apontam que os representantes e/ou sócios proprietários das empresas teriam obtido contratos para compra de itens com sobrepreço de 100 a 300%, comparados à média nacional de preços do Painel de Contratações relacionadas à covid-19 da CGU.

A operação cumpre15 mandados de busca e apreensão nos municípios goianos de Crixás, Rubiataba, Alto Horizonte, Goiânia e Aparecida de Goiânia. Os trabalhos contam com a participação de 66 policiais federais e de 10 servidores da CGU.

“As supostas irregularidades praticadas pela Prefeitura de Crixás, quanto a recursos destinados à aquisição de materiais hospitalares para as unidades de saúde, podem ter colocado vidas em risco e afetado a qualidade no atendimento da população local (cerca de 17 mil habitantes)”, disse a CGU. Com Agência Brasil

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!