Aumentam em 20% as solicitações de empréstimos para aposentados e viúvos

Devido ao aumento dos preços dos produtos e das dificuldades financeiras decorrentes da crise econômica pela qual o país atravessa, poupar dinheiro não é uma alternativa viável para a maior parte dos brasileiros. Nesse cenário, surge ainda uma segunda preocupação: o despreparo do brasileiro com o planejamento da aposentadoria – em um país cujo envelhecimento populacional só cresce. De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), a expectativa de vida dos brasileiros é de 76,6 anos, sendo a média de 73,1 para os homens e 80,1 para as mulheres. As informações são da FinanZero.

Diante dessa realidade, os aposentados estão recorrendo mais aos empréstimos bancários. Quem mostra isso são os números: de acordo com a última edição do Índice FinanZero de Empréstimo (IFE), relatório mensal produzido pela fintech de empréstimos on-line, o número de pedidos de empréstimos solicitados por aposentados cresceu 20% em agosto de 2021, em relação a julho do mesmo ano. Além disso, os dados apontam a mesma porcentagem de crescimento para os pedidos de empréstimos feitos por viúvos.

As solicitações de crédito por parte dos aposentados saltou de 147 pontos para 176 pontos (base agosto/2020=100) no comparativo. “Esse número demonstra que a falta de preparo e ausência de informações sobre aposentadoria reflete no futuro das pessoas. Muitos recebem apenas um salário-mínimo por mês e se deparam com o dilema de não conseguir pagar as despesas básicas neste período, recorrendo, assim, aos empréstimos”, explica Cadu Guidi, sócio-diretor de marketing da fintech.

Viúvos também passam a solicitar mais crédito pessoal em agosto
A pandemia de covid-19 afetou diretamente boa parte da população brasileira. Dados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), apontam que o número de pensões por morte concedidas no país desde o começo da pandemia cresceu 47,3%. Em março do ano passado, primeiro mês de isolamento social no Brasil, 27.387 benefícios deste tipo foram liberados no país. Um ano depois, em março deste ano, o número saltou para 40.339.

De acordo com a fintech, os pedidos de empréstimos para viúvos aumentaram de 167 pontos para 201 pontos de julho a agosto deste ano, sendo um possível apoio financeiro para quitação de dívidas, por exemplo.

Quitação de dívidas é o principal motivo para a solicitação de empréstimo
O percentual de brasileiros endividados atingiu o maior patamar em julho deste ano, chegando a 71,4% – sendo o maior percentual desde janeiro de 2010 –, segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo). De acordo com o levantamento da fintech, pagar dívidas é a principal razão para os pedidos de empréstimos, representando 30,76% da sua base de usuário.

Em contrapartida, uma parcela dos brasileiros também buscam empreender e investir em um negócio próprio, representando 18,11%, seguido daqueles que desejam renovar a casa (16,87%).

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!