Senado realizará neste mês primeira sessão presencial desde abril

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Senado realizará em setembro a primeira sessão presencial desde abril, quando a Casa deu início às sessões deliberativas remotas. Os senadores vão se reunir para deliberar sobre a indicação de autoridades a embaixadas e de nomes para compor o quadro de ministros do Superior Tribunal Militar (STM).

A administração do Senado, no entanto, tomará medidas para evitar que muitos senadores se reúnam no plenário e corram risco de contágio pela covid-19.

No dia 21, a Comissão de Relações Exteriores (CRE) fará a sabatina de indicados para o posto de embaixador e, no dia 23, a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) ouvirá os indicados ao cargo de ministro do STM. São 33 indicações de embaixadores pendentes, acumuladas há meses, e três indicações para compor o STM.

As indicações serão votadas em plenário nos dias 22 e 25 de setembro.

A votação de indicação de autoridades é secreta e requer o uso de biometria. Por isso, a necessidade de votação presencial.

Para evitar aglomerações no plenário, o Senado vai oferecer terminais de votação na garagem e na entrada do Congresso Nacional, chamada comumente de “chapelaria”.

De acordo com o Senado, será usado um sistema semelhante ao drive-thru, com o parlamentar tendo acesso ao sistema biométrico sem sair do carro. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!