Brasil avança com quatro duplas às oitavas de final do Major Series de Viena

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Foto: Divulgação

O Brasil classificou suas quatro duplas às oitavas de final do torneio masculino no Major Series de Viena, na Áustria. Foram quatro vitórias em cinco jogos nesta sexta-feira (03.08), com Alison/André (ES) avançando em primeiro, invictos, enquanto Evandro/Vitor (RJ/PB), Pedro Solberg/Bruno Schmidt (RJ/DF) e Ricardo/Guto (BA/RJ) superaram a repescagem.

Os jogos seguem até o domingo (05.08) e o torneio é o último da categoria cinco estrelas, válido pelo Circuito Mundial de vôlei de praia 2018.

Alison e André Stein (ES), que tiveram jogo adiado na última quinta, disputaram a segunda rodada do grupo F nesta sexta-feira, valendo a liderança e vaga nas oitavas de final do torneio europeu. E se deram bem, com triunfo sobre os canadenses Grant O’Gorman e Ben Saxton por 2 sets a 1 (19/21, 21/16, 15/9), em 45 minutos de duração.

Eles encaram nas oitavas de final os compatriotas Pedro Solberg/Bruno Schmidt, que passaram pela repescagem nesta sexta-feira e também avançaram. O duelo de duplas brasileiras acontece neste sábado (04.08), em horário ainda não divulgado, e será o segundo após o fim da parceria dos campeões olímpicos. Alison comentou o início em Viena.

“Os canadenses são um time muito bom, erramos no primeiro set, deixamos que abrissem uma vantagem. E para tirar essa diferença é complicado. Nos outros sets, entramos mais concentrados, com a tática certa e erramos menos”, disse Alison, que completou.

“Sabíamos que passaríamos por momentos difíceis neste começo de time, mas agora o mais importante é termos regularidade. André evoluiu muito na defesa, deu para ver isso nos jogos, estamos nos conhecendo, nos entendo. E essas vitórias são boas. Tirar essa pressão também foi muito importante”, destacou o bloqueador capixaba.

Pedro e Bruno Schmidt (RJ/DF), que venceram um jogo e perderam outro na última quinta-feira, disputaram a repescagem nesta sexta. E avançaram ao superarem os espanhóis Adrian Gavira e Pablo Herrera por 2 sets a 0 (21/16, 21/16), em 38 minutos.

“Estamos superando várias situações adversas, estou tratando lesões e algumas questões físicas. Essa superação é válida, fico feliz pelas vitórias e crescimento. Enfrentamos uma dupla que está jogando um voleibol de alto nível, chegando às finais. E é bacana que o Pedro está sendo muito parceiro, não estou jogando meu melhor e ele tem apoiado. Isso é importante, nos mantêm fortes e unidos. Respeitamos muito Alison e André, estão jogando bem e enfrentar o Brasil é sempre duro, será um jogão para assistir”, analisou.

Ricardo e Guto (BA/RJ) também disputaram a repescagem e também avançaram, superando os tchecos Perusic e Schweiner por 2 sets a 0 (21/14, 21/19), em 35 minutos. Eles enfrentarão neste sábado, pelas oitavas de final, os noruegueses Anders Mol e Christian Sorum.

Quem também garantiu vaga foi Evandro e Vitor Felipe (RJ/PB). Eles jogaram uma partida pela fase de grupos, adiada da última quinta-feira. Acabaram superados pelos letões Samoilovs e Smedins por 2 sets a 0 (21/16, 21/19), em 35 minutos. Poucas horas depois, na repescagem, vitória sobre os poloneses Losiak e Kantor por 2 sets a 0 (21/18, 21/18), em 39 minutos. Nas oitavas de final, Evandro e Vitor encaram os letões Plavins e Tocs.

Viena é a terceira etapa cinco estrelas de três em disputa na temporada 2018. Desde 2017, a Federação Internacional de Voleibol (FIVB) classifica os torneios de uma a cinco estrelas, de acordo com a premiação e o número de pontos que oferecem. O torneio na Áustria rende 1.200 pontos aos campeões, além de uma premiação de cerca de R$ 150 mil. Com site da CBV

PUBLICIDADE