Vôlei de Praia: brasileiros começam bem etapa de Huntington Beach, nos EUA

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Foto: Divulgação/FIVB

As duplas brasileiras do naipe masculino repetiram o feito das mulheres e também largaram bem na etapa quatro estrelas de Huntington Beach, nos EUA. Das seis duplas em ação, cinco estrearam vencendo nesta quinta-feira (03.05) e avançaram ao Round 3 na chave dos vencedores. Ricardo e Oscar (BA/RJ) tropeçaram na estreia, mas venceram horas mais tarde pela repescagem e seguem no torneio californiano.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A etapa continua nesta sexta-feira, com as partidas da repescagem, Round 3 e oitavas de final. A etapa norte-americana é realizada em parceria com a AVP, principal liga norte-americana da modalidade. O sistema é de dupla eliminatória, onde quem vence, avança direto. Quem perde uma vez vai à chave dos perdedores (repescagem), disputa mais jogos e não pode perder uma segunda vez ou acaba eliminado da competição.

Alison/Bruno Schmidt (ES/DF), Álvaro Filho/Saymon (PB/MS), Evandro/André (RJ/ES), Pedro Solberg/George (RJ/PB) e Vitor Felipe/Guto (PB/RJ) começaram com vitória e foram para chave dos vencedores, onde o número de jogos para chegar à semifinal é menor.

Campeões do SuperPraia no último domingo (29.05), Evandro e André Stein mantiveram o embalo e venceram os canadenses Nusbaum e Plantinga por 2 sets a 1 (18/21, 21/12, 15/11), em 51 minutos. Na próxima fase eles encaram os noruegueses Anders Mol e Christian Sorum. Se vencerem, estão nas oitavas de final do torneio. Evandro analisou a estreia.

“Está ventando bastante e isso atrapalhou um pouco, especialmente no primeiro set. Não jogamos nosso melhor, mas o importante foi sair com a vitória, dar continuidade ao torneio na chave dos vencedores. Tivemos tranquilidade de saber que em alguns momentos sofreríamos e perderíamos pontos no lado com mais vento”, disse o carioca, que completou.

“Consegui encontrar uma boa série de saques no segundo set, isso foi bom para entrarmos bem no tie-break, com o psicológico forte. O torneio é bem bonito e estamos felizes. Seguimos firmes para os próximos jogos, sempre com paciência e estudo”, analisou Evandro.

Os campeões olímpicos Alison e Bruno Schmidt, vice-campeões do SuperPraia no último domingo, também começaram bem nos EUA. Eles superaram os russos Sivolap e Yarzutkin por 2 sets a 0 (21/14, 21/15), em 31 minutos, e agora encaram os letões Samoilovs e Smedins, campeões do Circuito Mundial em 2013 e 2014, no Round 3. Os times se enfrentaram 10 vezes e cada dupla venceu cinco confrontos.

Outra dupla brasileira com bom início foi de Pedro Solberg (RJ), atleta olímpico, e seu parceiro George (PB), campeão mundial Sub-19 e Sub-21. Eles largaram vencendo os norte-americanos Billy Allen e Ryan Doherty por 2 sets a 0 (21/13, 21/19), em 33 minutos. Na próxima rodada a dupla enfrenta os holandeses Brouwer e Meeuwsen, bronze nos Jogos Olímpicos Rio-2016. Será o primeiro jogo entre essas duas formações.

Álvaro Filho e Saymon também tiveram pela frente uma dupla norte-americana na primeira rodada. E também venceram. A dupla campeã brasileira na temporada 16/17 superou Taylor Crabb e Jake Gibb por 2 sets a 1 (18/21, 24/22, 15/10), em 55 minutos. Os adversários no Round 3 também serão ‘donos da casa’. Eles enfrentam o campeão olímpico Dalhausser e seu parceiro Nick Lucena, em duelo inédito, na busca por um lugar nas oitavas de final.

Vitor Felipe e Guto começaram o torneio vencendo os atuais campeões pan-americanos Lombardo Ontiveros e Juan Virgen, do México. Os brasileiros, que passaram uma semana se preparando na Califórnia e não disputaram o SuperPraia, venceram por 2 sets a 0 (21/16, 21/15), em 37 minutos. Eles encaram na próxima rodada os poloneses Losiak e Kantor. Os times nunca se enfrentaram anteriormente.

Único time que largou com derrota, Ricardo/Oscar (BA/RJ) deu a volta por cima e se manteve vivo no torneio. Eles foram surpreendidos na estreia pelos argentinos Azaad e Capogrosso por 2 sets a 1 (18/21, 21/19, 15/13), em 51 minutos.

Já na chave dos perdedores (repescagem), venceram os norte-americanos Chase Budinger, ex-atleta do basquete com atuação na NBA, e seu parceiro Sean Rosenthal, por 2 sets a 0 (21/13, 21/19), em 33 minutos de partida. Na próxima fase eles encaram os também norte-americanos Billy Allen e Ryan Doherty para seguirem na competição.

Nesta etapa não há limites de duplas estrangeiras e o evento é realizado em parceria com a AVP, principal liga norte-americana de vôlei de praia. Os times campeões na etapa californiana recebem 800 pontos no ranking geral e cerca de R$ 68 mil em prêmios. Ao todo são 150 mil dólares em premiação às duplas participantes.

Até agora o Brasil soma quatro medalhas no Circuito Mundial 2018, sendo uma de ouro, duas de prata e uma de bronze. Após as etapas dos EUA e da Turquia, o próximo evento do tour com times do país será na Suíça, em torneio três estrelas na cidade de Lucerna, de 9 a 13 de maio. Com site da CBV

PUBLICIDADE
Don`t copy text!