Produtor do Vale do Jequitinhonha investe na produção de banana irrigada

Insatisfeito com a pecuária de corte, o produtor Vanderlan Gonçalves Dias, do município de Almenara, no Vale do Jequitinhonha, decidiu mudar de atividade. Orientado pela Emater-MG, empresa vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), ele investiu em fruticultura irrigada. A mudança foi possível por meio do um projeto-piloto desenvolvido pela empresa e a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater).

A propriedade de Vanderlan Dias tem 7,5 hectares. No local, ele mantinha um rebanho com seis animais, uma horta e um pequeno pomar com mamão e banana. Tudo desenvolvido de forma bem rústica, sem adoção de tecnologias apropriadas para as atividades.

Após o produtor ser selecionado para integrar o projeto-piloto, os técnicos da Emater-MG elaboraram um novo planejamento de produção para a propriedade. Com isso, a área destinada à fruticultura foi ampliada, com recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

O principal foco foi aumentar a produção de banana, que passou a ocupar 2 hectares. As áreas destinadas ao cultivo de mamão e de hortaliças foram mantidas. Com relação à pecuária de corte, a decisão foi finalizar a atividade. “Para conseguir algum retorno com a pecuária, eu teria de gastar muito. Seria complicado”, conta o produtor.

“A inovação foi a utilização de irrigação de alta tecnologia por micro aspersão automatizada, fertirrigação e uso de mudas clonadas da variedade prata-anã. A adoção das tecnologias mencionadas foram fundamentais para atingir os resultados esperados pelo agricultor”, relata o técnico da Emater-MG Mílvio Cardoso Laranjeira.

As inovações implementadas proporcionaram melhorias no sistema de produção. Em média, a propriedade produz 25 toneladas de banana por hectare. Tudo vendido no mercado local de Almenara. Além disso, Vanderlan Dias comercializa seus produtos na feira livre da cidade e por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). “Está melhor do que a pecuária. O retorno está sendo bom, está dando para pagar as contas. Continuando assim, eu pretendo investir mais na fruticultura”.

Atualmente, em Almenara, 20 famílias de agricultores familiares participam do projeto piloto. Destaque para o desenvolvimento de projetos de horticultura e fruticultura.

Projeto-Piloto
A parceria entre Anater e Emater-MG busca viabilizar projetos produtivos em quatro regiões de Minas Gerais e compartilhar conhecimentos agropecuários. A iniciativa beneficia 100 municípios das regiões Norte, Nordeste, Leste e Central. Pelo acordo, a Emater-MG e os Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS) são responsáveis pela seleção e cadastramento dos agricultores.

Os técnicos prestam assistência técnica coletiva e individual, realizam o diagnóstico das propriedades, além de coordenarem a implantação de unidades de referência (UR). Nessas unidades, são desenvolvidos os projetos produtivos elaborados pela Emater-MG, de acordo com as possibilidades e objetivos dos produtores.

São as mais diversas atividades, que visam à geração de renda e uma produção sustentável. As unidades são implantadas em uma área cedida pelo produtor em sua propriedade.

MelhorAção
A ação desenvolvida por extensionistas da Emater na propriedade de Vanderlan Dias foi uma das vencedoras regionais do prêmio MelhorInovação 2020. Os autores do projeto são da unidade regional da Emater-MG de Almenara: Milena Oliveira Ângelo e Mílvio Cardoso Laranjeira.

A iniciativa da Emater-MG tem como objetivo reconhecer e disseminar, interna e externamente, ações e projetos inovadores que tenham obtido resultados relevantes para a empresa ou para os clientes da Emater-MG, tendo ainda como perspectiva a ampliação dos conhecimentos dos colaboradores nas ações de assistência técnica e extensão rural. Com informações da Assessoria de Comunicação da Emater-MG.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!