PRF bate recordes de apreensões e redução da violência no trânsito em 2020

No ano em que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) investiu na missão de prestar um serviço de excelência à sociedade, os números apontam a eficácia das estratégias do órgão no combate à criminalidade e prevenção de acidentes nas rodovias federais de todo o país. Somam-se aos resultados operacionais de 2020, recordes de apreensões e consequente impacto na logística do crime organizado. Já os esforços voltados à segurança viária e educação para o trânsito resultaram em mais vidas preservadas com a queda de 6% no número de acidentes.

De janeiro a dezembro de 2020, a PRF deflagrou dezenas de operações da fronteira ao litoral do Brasil. O investimento em qualificação do efetivo, equipamentos, infraestrutura, tecnologia e inteligência policial resultou no aumento de apreensões, cujos números superam os registrados pela instituição nos anos de 2018 e 2019.

Em 2020, foram tiradas de circulação mais de 727 toneladas de maconha. O número é 123% maior que as apreensões de 2019 e 137% superior às de 2018, sendo apreendidas 324 e 306 toneladas da droga, respectivamente.  Na mesma tendência de crescimento seguiram as apreensões de cocaína, que teve um acréscimo de 25% em relação a 2019. Foram 30,3 toneladas no ano passado, contra 24 toneladas no ano anterior. Se comparado a 2018, as apreensões desse tipo de entorpecente subiram 66%.

apreensão maconha 2.jpg

cocaina 2020.jpg

Produtos que acabam gerando receita para as organizações criminosas, os cigarros contrabandeados também estiveram no foco das fiscalizações. Registrou-se a apreensão de mais de 112 milhões de maços de cigarros ilegalmente transportados pelas rodovias federais. Em 2019, foram 111,6 milhões, o que representa um aumento de 1,1%.

cigarros 2020.jpg

Também seguem uma linha crescente as apreensões de armas de fogo e munições. Em 2020, foram 2.229 armamentos apreendidos, 29% a mais que em 2019. Mais expressivo foi o aumento no número de munições apreendidas, um acréscimo de 24%. No ano passado, foram 90.347 munições, contra 74.611 em 2019. Já em 2018, a PRF registrou 1.699 armas de fogo e 158.723 munições transportadas ilegalmente pelas BRs.

ARMAS 2020.jpg

Com registro de roubo ou furto, 9.006  veículos foram recuperados no ano passado; 27,6% a mais que no ano anterior, quando foram tirados de circulação 7.069 veículos, objeto de práticas criminosas. Com relação a 2018, período em que foram recuperados 6.556 veículos, esse aumento é 37%, o que representa ainda um aumento na chance dos proprietários reaverem seus bens.

VEICULOS 2020.jpg

Com números recordes de flagrantes, a PRF também deteve um número maior de pessoas detidas pelo cometimento de diversos crimes. Em 2020, foram 46.955 pessoas detidas; 18% a mais que em 2019 e maior 36% quando comparado a 2018.

“2020 foi um ano de investimentos inéditos na instituição e como consequência disso atingimos resultados históricos. E com muita transparência, um dos nossos valores, entregamos à sociedade o fruto desse investimento e do nosso compromisso de garantir um país mais seguro para todos”, explicou o diretor-geral da PRF, Eduardo Aggio.

Segurança Viária
Um ano de menos violência no trânsito, mais vidas preservadas e incremento na segurança de quem trafega pelas rodovias federais do Brasil. Assim se apresentam os resultados operacionais da PRF no ano de 2020 com relação ao trabalho de segurança viária.

Além de apontarem redução nos índices de acidentes e vítimas, os números são ainda reflexos dos esforços empregados não só para preservar vidas, mas também para garantir a mobilidade nas BRs que cortam de norte a sul o país. Tendo esta também como uma de suas missões, a PRF de forma estratégica se fez presente nos principais corredores logísticos, garantindo continuidade no abastecimento do país.

Durante todo o ano de 2020, os policiais rodoviários federais trabalharam na prevenção de acidentes, com ações educativas e operações de combate às condutas que contribuem ou até mesmo dão causa a esses eventos.

Os dados apontam que, enquanto em 2019 ocorreram 67.446 acidentes nas rodovias federais, em 2020 o número caiu para 63.447, ou seja, são menos 3.999 ocorrências, o que equivale ainda a uma redução de 6% nas chances de alguém ter a vida posta em risco.

acidente 2020.jpg

O número de feridos e mortos em acidentes de trânsito nas rodovias federais também seguem em queda. Em 2020, ficaram feridas 71.370 pessoas e 5.287 perderam a vida, o que equivale a uma redução de 9,7% e 0,9%, respectivamente, quando comparados os dados de 2019.

“Tivemos uma redução aproximada de 50% no número de mortes entre 2011 e 2020, que foi a Década de Ação pela Segurança no Trânsito”, pontuou o diretor-geral, Eduardo Aggio, reforçando o compromisso de trabalhar ainda mais na busca de maior segurança viária e mobilidade nas rodovias federais do país. Com informações da PRF

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!