PRF apreende mais de 200 kg de iguaria destinada à culinária oriental

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

PRF/Divulgação

Um carregamento com 220 quilos de pepinos-do-mar foi apreendido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na Rodovia Rio-Santos (BR-101), em Paraty, na Costa Verde. Três homens, entre eles um chinês, foram presos por crime ambiental. O grupo foi flagrado quando levava a mercadoria para restaurantes em São Paulo.

Policiais rodoviários federais faziam patrulhamento na rodovia e desconfiaram do trio, que estava ao lado de uma caminhonete parada no acostamento. Ao revistarem o veículo, encontraram 220 quilos do animal marinho. O produto, de alto valor na culinária e medicina oriental, estava em sacolas plásticas na caçamba da caminhonete.

Os presos disseram que compraram a mercadoria no Perequê, em Angra dos Reis. Eles contaram que levariam para restaurantes chineses da capital paulista. Durante a revista, os policiais ainda encontraram R$ 21 mil escondidos em um fundo falso do veículo.

A ocorrência foi encaminhada para a 167ª DP (Paraty). Os suspeitos foram indiciados pelo transporte de pesca proibida, com pena de detenção de 1 a 3 anos, e ainda foram multados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) em R$ 500 por unidade apreendida.

Culinária oriental
O pepino-do-mar é considerado uma fina iguaria na China, no Japão e em outros países orientais. O quilo do produto é comercializado por aproximadamente R$ 1 mil. Apesar de uma aparência esquisita, os pepinos-do-mar são uma iguaria com um sabor característico surpreendente. Ele não é considerado um fruto do mar, mas de seres invertebrados predominantes nas partes mais profundas dos oceanos, e são aproveitados como alimentos. Podem ser encontrados desidratados e são uma iguaria muito conhecida da culinária oriental. Com Agência Brasil

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE