Lançado Manual de Métodos de Análise de Solo. Baixe a versão gratuitamente

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Reprodução

A 3ª edição, revista e ampliada, do Manual de Métodos de Análise de Solo ganhou neste mês uma versão em Epub. O novo formato se adequa a dispositivos de telas pequenas, como os smartphones, ampliando as possibilidades de acesso às informações. Lançada inicialmente em janeiro apenas no formato PDF, a obra passou por alguns ajustes após período de avaliação ao longo do último semestre.

A nova edição, com 573 páginas, marca uma extensa atualização e ampliação da obra, contemplando não somente a revisão e atualização das metodologias já constantes das edições anteriores, como também a inclusão de novas metodologias, ampliando o seu escopo de utilização. O manual divide as metodologias de análises do solo em cinco áreas de interesse para os laboratórios: análises físicas; químicas; matéria orgânica; mineralogia e micromorfologia.

“O Manual de métodos é uma publicação tradicional da Embrapa, e muito consultada. Mais de 400 laboratórios no Brasil seguem seus protocolos na totalidade ou em partes”, diz o pesquisador da Embrapa Solos (RJ) Paulo César Teixeira, um dos editores técnicos da publicação. “Nesta nova edição foram inseridos vários métodos que não estavam contemplados nas edições anteriores. É um livro com protocolos simples e práticos, em sua maioria, e a obra foi pensada de modo que qualquer técnico de laboratório capacitado possa realizar as análises por meio de um passo a passo bem detalhado e completo, a fim de obter resultados confiáveis.”

Entre as novas metodologias que foram incorporadas nesta edição estão, por exemplo, as de análise de nitrato e amônio, fósforo remanescente, carbono pelo CHN, morfometria dos grãos de areia, e micromorfologia, dentre outras. Métodos de campo, como o Diagnóstico Rápido da Estrutura do Solo (DRES), utilizado no plantio direto, foram inseridos pela primeira vez no Manual.

O trabalho de revisão do manual começou em 2014, envolvendo profissionais da Embrapa e de diversas instituições, totalizando aproximadamente 70 autores.

Um pouco de história
A referência sobre o primeiro manual de métodos para análise de solos de uma Instituição Federal no Brasil é de 1949, publicado no Boletim do Instituto de Química Agrícola nº 11. A obra reunia os principais trabalhos realizados em solos desde a década de 1920 e que estavam publicados de forma dispersa em boletins e resumos apresentados em reuniões ou congressos nacionais ou internacionais.

Desde então, várias gerações de pesquisadores e técnicos têm contribuído de forma significativa para o avanço do conhecimento em Ciência do Solo. A Embrapa Solos e seus parceiros tornaram-se referência para as pesquisas de solos no Brasil com a publicação frequente de protocolos e manuais para execução de trabalho de campo e laboratório, bem como procedimentos para execução de levantamentos de solos e de avaliação da aptidão agrícola das terras.

A primeira edição do “Manual de Métodos de Análise de Solo” foi publicada em 1979, tornando-se desde o início referência para laboratórios brasileiros. A segunda edição seria lançada em 1997. Vinte anos depois, a 3ª edição, revista e ampliada, é oferecida gratuitamente nos formatos digitais Epub e PDF.

SiBCS
A Embrapa também lançou, na semana passada, durante o 21º Congresso Mundial de Ciência do Solo, no Rio de Janeiro (RJ), a 5ª edição revisada e ampliada do Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (SiBCS), livro que é referência para pesquisadores, estudantes e produtores agrícolas desde 1997.

A obra, que não era atualizada desde 2013, ganhou uma inédita versão em inglês e pela primeira vez está disponível gratuitamente, no formato Epub. A obra teve mais de 10 mil downloads nos primeiros cinco dias após o seu lançamento oficial.

Saiba mais sobre a nova edição do SiBCS acessando AQUI.

Baixe gratuitamente a versão Epub ou PDF do Manual de Métodos de Análise de Solo.

Com informações da Embrapa

PUBLICIDADE
Don`t copy text!