Finep assina junto ao BID contrato de US$ 600 milhões para inovação

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Antonio Cruz/Agência Brasil

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) assinou ontem (1º), durante reunião do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia, um contrato de empréstimo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), de US$ 600 milhões, para serem investidos em projetos de inovação que aumentem a produtividade das empresas. O presidente Michel Temer participou da reunião.

Os recursos correspondem à primeira parcela de uma linha de crédito de US$ 1,5 bilhão, já aprovada pelo BID, e serão destinados ao programa Inovar para Crescer, que receberá US$ 103,6 milhões da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), o que totaliza US$ 703,6 milhões.

Os US$ 1,5 bilhão serão liberados em parcelas ao longo de seis anos, de acordo com o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab. “Todos esses recursos serão disponibilizados para políticas públicas e para pesquisa no campo da ciência e da inovação”.

No Twitter, o presidente Michel Temer comentou a formalização do contrato com o BID e registrou que “a inovação é motor da economia contemporânea. Investir em inovação, como fazemos, é aproximar a atividade criadora e a produção. É promover o crescimento e a geração de empregos e renda”.

O secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do ministério, Álvaro Prata, explicou que serão abertos editais para que as instituições apresentem projetos e busquem os recursos. O financiamento será pago posteriormente pelas empresas e o governo brasileiro entra como garantidor dos empréstimos.

“A ciência, tecnologia e inovação são um dos pilares mais importantes para o desenvolvimento econômico e social do país”, disse Prata.

De acordo com a Finep, serão beneficiadas empresas de setores como indústria química, mineração e transformação mineral, biocombustíveis avançados, agronegócios e tecnologia da informação e comunicação e saúde. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
error: Conteúdo Protegido!