Itália e Espanha ganham novos patrimônios históricos declarados pela Unesco

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Salas/EPA/Lusa/Direitos reservados/Agência Brasil

O Comitê do Patrimônio Mundial, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), declarou Ivrea, cidade industrial italiana, e o Califado Medina Azahara, na Espanha, como patrimônios históricos da humanidade. A decisão foi tomada dia 24 e anunciada ontem (1º).

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Para a Unesco, patrimônio cultural é a herança do passado e também o que foi construído por um povo. É obrigação das pessoas e da sociedade preservar tal bem.

Ivrea está localizada na região de Piemonte, na Itália, é formada por uma grande fábrica e edifícios projetados para atender a administração e serviços sociais, além de residência típicas. O local preserva a arquitetura típica do período dos anos de 1930 a 1960.

O conjunto arquitetônico de Ivrea expressa a visão moderna da relação da produção industrial do período considerado modelo europeu.

A Cidade do Califado de Medina Azahara é um sítio arqueológico de uma cidade construído, em meados do século 10 depois de Cristo pela dinastia Umayyad como a sede do Califado de Córdoba.

O local na Espanha foi destruído durante a guerra civil, encerrado o período do califado em 1009-10. De acordo com a Unesco, o que restou da cidade foi esquecido por cerca de mil anos e redescoberto no início do século XX. O conjunto urbano reúne infraestruturas como estradas, pontes, sistemas de água, edifícios e elementos decorativos e objetos. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!