Homem executado com tiro na cabeça em praça de Perdigão

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Policiais militares registraram o fato na praça Dr. Geraldo Caetano Brandão, Centro, em Perdigão, na noite de sexta-feira, 1º de junho. Populares disseram que havia um homem caído ferido por arma de fogo.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

No local do fato uma equipe médica constatou a morte da vítima. A Perícia Técnica da Polícia Civil também foi acionada e pouco depois um senhor chegou ao local e pediu para ver a vítima, pois havia sido informado que seu filho Ítalo Pereira da Silva seria a vítima fatal deste homicídio.

Após visualizar o corpo, prontamente reconheceu o filho e relatou aos militares que Ítalo era usuário de maconha e já havia sido preso anteriormente por tentativa de homicídio na cidade de Esmeraldas, porém, desconhecia que seu filho tivesse desafetos na cidade de Perdigão.

Disse ainda que recentemente seu filho havia sido ameaçado por três indivíduos devido a dívida de um capacete, mas não soube informar os nomes dos autores nem a data exata do fato. Contou que os autores foram até sua residência na companhia de uma moça, também desconhecida, há aproximadamente trinta dias.

O senhor acrescentou que seu filho não relatava ser vítima de novas ameaças.

A Perícia Técnica da Polícia Civil constatou uma perfuração no crânio na região frontal, provocado por um tiro com características de ser calibre 12. Também foi encontrada no bolso da calça da vítima uma pequena porção de maconha, que foi recolhida pelo perito. Depois o corpo foi liberado para o serviço funerário.

Durante o desenrolar da ocorrência chegou ao conhecimento dos militares o nome de duas testemunhas que estariam com ítalo no momento dos fatos. Uma delas localizada em casa e relatou que quando chegou ao local a vítima já estava na praça e ficaram na companhia de um terceiro indivíduo.

Disse também que enquanto eles estavam sentados mexendo no aparelho celular, a vítima ficou em pé e não percebeu a aproximação do autor devido estar com a atenção voltada para o aparelho celular. A testemunha relata ter ouvido apenas o barulho do tiro e em seguida foi procurar socorro para Ítalo. A outra testemunha, embora identificada não foi localizada.

Ninguém envolvido no crime foi preso e os militares seguem em rastreamento. Qualquer informação que leve a identificação e prisão do autor pode ser repassada pelo telefone 190 da Polícia Militar ou pelo 181 – Disque Denúncia Unificado.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE