Turquia diz que dará adeus à União Europeia se negociação de adesão não avançar

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Presidência da Turquia/Divulgação

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, garantiu nesta terça-feira (2) que seu país vai desistir da União Europeia (UE) se novos passos do processo de negociação para a sua entrada no bloco não forem dados em breve. Ele afirmou que avançar nas negociações é a única coisa que pode ser feita e disse que a Turquia não vai continuar esperando “como um lacaio”. As informações são da agência EFE.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

“Não há outra opção, a não ser abrir os capítulos que não foram abertos até agora. Se não abrirem, tchau”, disse ele, em cerimônia em Ancara, na qual formalizou seu regresso à militância do AKP, o partido islamita que ele fundou em 2001 e do qual teve que sair em 2014, quando foi escolhido presidente. Seu retorno foi possível porque a recente reforma constitucional, promovida pelo AKP e aprovada em referendo em 16 de abril último, permitiu a militância partidária ao chefe do Estado.

Desde 1999, a Turquia é candidata a entrar na UE, mas as negociações, que no passado avançaram rapidamente em algumas ocasiões, agora estão em ponto morto. Em novembro do ano passado, o Parlamento Europeu decidiu pedir a suspensão das negociações de adesão da Turquia, por conta da deterioração da democracia no país.

Na semana passada, os ministros de Relações Exteriores da União Europeia (sem o Reino Unido) advertiram ao governo turco de que ele deve respeitar os direitos fundamentais, se ainda tiver interesse em entrar no bloco comunitário. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!