Pará de Minas: empresa de monitoramento avisa e PM flagra estelionatários na agência da Caixa

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Na manhã desta quinta-feira, 2 de março de 2017, policiais militares foram acionados por uma empresa de segurança, sediada em Belo Horizonte, para verificar a denúncia sobre a presença de estelionatários na agência da Caixa Econômica Federal, localizada na rua Benedito Valadares, Centro, em Pará de Minas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Uma funcionária da empresa informou que se encontravam na agência três homens, de 51, 54 e 55 anos, os quais já estavam sendo monitorados pela empresa há algum tempo.

Eles são suspeitos da prática recorrente de estelionato, envolvendo o modo de ação de oferecerem ajuda a clientes de pouca instrução, trocando os cartões bancários por falsos, causando prejuízos expressivos, através de saques ilegais.

Ainda segundo a funcionária da empresa de segurança, naquele momento, a quadrilha havia sido flagrada pelas câmeras de segurança, tentando ou iniciando o golpe junto aos clientes da Caixa em Pará de Minas. Três agiam dentro da agência e um quarto estelionatário havia fugido assim que percebeu a aproximação da Polícia Militar.

Os militares interditaram a entrada da agência e abordaram os três denunciados, sendo constatado que estavam realmente em atitudes suspeitas.

Um deles, de 55 anos, estava ao lado de uma mulher de 47 anos, a quem havia oferecido ajuda para fazer um depósito no caixa eletrônico. A mulher desconfiou das atitudes do autor e recusou sua ajuda, mas ainda assim o autor continuou do seu lado, monitorando as atitudes dela.

O autor de 51 anos tentou fugir da agência, mas foi abordado ao lado do primeiro autor de 55 anos, alegando que pretendia fazer um depósito bancário, mas entrou em contradição quanto a esta informação. O autor de 54 anos foi encontrado na fila do atendimento do caixa eletrônico.

A empresa de segurança em pauta enviou à agência da Caixa em Pará de Minas, várias mensagens eletrônicas com provas e histórico da prática de estelionato em bancos pelos abordados que foram anexados pelos militares no Relatório de Evento de Defesa Social (REDS) encaminhado à Delegacia Regional de Polícia Civil em Pará de Minas.

A referida empresa também informou aos militares sobre a existência de mais de 20 registros feitos por câmeras de segurança, de práticas de estelionatos por parte do trio preso, praticando golpes em Minas Gerais e no Espírito Santo e que encaminharia estas imagens para a Delegacia Regional de Polícia Civil em Pará de Minas.

Além disso, o autor de 54 anos é recorrente na prática de estelionato envolvendo clientes de agências bancárias e o autor de 55 anos tem uma passagem por furto, artigo 155 do Código Penal.

Diante dos fatos, os três autores foram conduzidos para a Delegacia Regional de Polícia Civil em Pará de Minas, juntamente com materiais fornecidos pela empresa e agência bancária.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!