Taxista de Papagaios é espancado, amarrado em árvore e deixado na zona rural de Maravilhas

Uma guarnição policial foi até a zona rural de Maravilhas no domingo (31) após acionamento de um morador, que disse ter um homem ferido na porta de sua propriedade alegando ter sido vítima de roubo.

No local, foi feito contato com a vítima que apresentava sangramento na parte de cima da cabeça, hematomas pelo rosto e o olho esquerdo avermelhado. Ele contou que é taxista em Papagaios e que se encontrava no ponto de táxi da Praça Padre Waldemar, quando foi abordado por dois homens que solicitaram uma corrida para a cidade de Maravilhas.

Segundo a vítima, tão logo saíram da cidade de Papagaios, os autores anunciaram o assalto obrigando a vítima a entrar em uma estrada de terra, onde o amarraram e o colocaram no banco de trás do veículo.

Em Maravilhas os autores passaram em um posto de combustível para abastecer o veículo, estando a vítima deitada no banco traseiro, amarrada e amordaçada, e de acordo com a vítima esta chutou o vidro do carro na tentativa de avisar o frentista. Contudo os autores saíram com o carro sem abastecer e o levaram para a zona rural de Maravilhas onde o espancaram e o amarraram em uma árvore, sendo que após a saída dos autores, a vítima conseguiu se desvencilhar das amarras e caminhar até a propriedade próxima de onde solicitou socorro.

O veículo foi encontrado capotado na estrada que dá saída para o povoado Bom Jardim em Papagaios, sendo este removido para o Pátio credenciado.

Durante diligências, populares ligaram no 190 dizendo que havia um homem pulando o muro de sua casa, o qual foi abordado e apresentava lesões diversas pelo corpo, apresentando versões conturbadas e sem nexo, alegando que quem teria participado do roubo seria seu irmão, e que a arma de fogo usada no roubo estaria na casa da sua mãe.

Em diligências na residência foi encontrada a quantia de R$ 1.758,00, tendo a mãe do suspeito afirmado que desconhece a origem do dinheiro, uma vez que está passando necessidade de alimentos dentro de casa.

Em consulta ao sistema informatizado, constou-se, ainda, a existência de um mandado de prisão em desfavor do conduzido, sendo este levado ao pronto atendimento médico e em seguida foi para a Delegacia de Polícia Civil.

A Polícia Militar segue em rastreamento para a prisão dos demais autores e solicita a população para que colabore com informações que possam levar à identificação dos mesmos por meio do 190.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!