Pará de Minas: pai dispara tiro no peito do filho no Castelo Branco

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O registro foi feito na madrugada de domingo, 30 de abril, por uma equipe da Polícia Militar que esteve na rua Martinho Campos, localizada na divisa dos bairros Jardim Castelo Branco e São Cristóvão, onde os militares se depararam com um jovem de 19 anos, caído com um ferimento no peito, provocado por um tiro.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O jovem estava consciente e informou aos militares que o tiro foi disparado por seu pai, de 45 anos, morador da rua Madressilva, bairro Jardim Castelo Branco, após um desentendimento entre eles. No momento da discussão, o pai pegou um revólver e atingiu o peito do filho, que saiu de casa e caiu na rua Martinho Campos, onde foi encontrado. Disse ainda que seu pai ainda estava em casa. O jovem foi socorrido por uma unidade de resgate do Corpo de Bombeiros até o Hospital Nossa Senhora da Conceição.

Em seguida, militares se deslocaram até a residência da família, mas o pai acusado pelo filho de atirar contra ele, não queria abrir o portão e dizia que não entrassem, pois ele estava armado com revólver e dispararia contra quem entrasse no imóvel.

Diante da gravidade da ocorrência, militares isolaram o perímetro para segurança de populares e usuários da via. Durante a conversa, o autor demonstrou que estava disposto atirar nos policiais ou tirar sua própria vida, e efetuou um disparo com revólver.

Como o autor estava disposto a não se entregar, foi acionada uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia Militar, de Belo Horizonte. Após se inteirar dos fatos, a equipe do BOPE iniciou as negociações com o autor, o qual ainda efetuou mais dois disparos contra o muro.

Os militares do BOPE continuaram negociando com o autor até que ele adormeceu, devido ao alto teor de bebida alcoólica que havia ingerido, momento em que os militares entraram no imóvel e prenderam o pai que atirou no próprio filho.

Após a prisão, os militares do BOPE abriram o portão da residência e a equipe da PM de Pará de Minas acessou o imóvel e localizou um revólver municiado com três cartuchos deflagrados e dois cartuchos intactos; em cima da mesa havia um cartucho deflagrado; no bolso do autor havia seis cartuchos intactos; no quarto do autor havia mais quatro cartuchos intactos e no chão havia três projéteis danificados devido aos disparos no muro.

O autor de 45 anos foi preso e conduzido até a Delegacia Regional de Polícia Civil em Pará de Minas, juntamente com os materiais apreendidos. A Perícia Técnica da Polícia Civil foi acionada e ficou de comparecer ao local.

O jovem de 19 anos alvejado no peito pelo próprio pai foi atendido pelo médico plantonista do Hospital Nossa Senhora da Conceição, que constatou uma perfuração no tórax proveniente de arma de fogo, atingindo de raspão o pulmão e ficando o projétil alojado na clavícula. De acordo com o médico, o jovem estava em observação com situação estável e sem risco de morte.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!