Navio de cruzeiro continua em quarentena no Porto de Santos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Os 757 tripulantes do navio transatlântico Costa Fascinosa, atracado no Porto de Santos desde o último sábado (28), continuam em quarentena determinada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Sete tripulantes desembarcaram para ser hospitalizados. Dois testaram positivo para covid-19.

De acordo com a Anvisa, o prazo de quarentena de 14 dias começou a contar novamente no domingo (29) após o surgimento de casos sintomáticos a bordo. A contagem da quarentena recomeça a cada vez que um novo caso surge. Na prática significa que o período de bloqueio da embarcação segue em vigor e não tem prazo exato para acabar. O desembarque nessas condições é permitido somente em caso de necessidade de atendimento hospitalar.

Segundo a Anvisa, a situação da embarcação está sendo monitorada diariamente. Ainda não há nova inspeção agendada e isso vai depender da evolução dos casos a bordo. O navio também recebeu kits para teste rápido de covid-19, mas deverá aguardar a orientação da Anvisa para iniciar os exames. O Costa Fascinosa deve enviar relatórios diários para a Anvisa comprovando a de temperatura dos tripulantes e o mapa de localização das cabines dos tripulantes com sintomas e dos sem sintomas.

Entre as principais determinações para o navio está o isolamento de todos os tripulantes com sintomas, ainda que sem febre. Ou seja, tripulantes com qualquer sintoma respiratório (tosse, congestão nasal, dor de garganta, coriza, dispneia, entre outros) com ou sem febre devem ficar em ala específica de casos suspeitos. Todos os casos suspeitos devem ser colocados em quartos com varanda.

O Costa Fascinosa deve ainda reforçar diariamente, por meio de aviso sonoro, a obrigação de distância obrigatória de 2 metros entre as pessoas; pulverizar com detergente apropriado todas as embalagens recebidas, antes da entrada na embarcação, para distribuição ou armazenamento interno, incluindo as embalagens de alimentos, produtos de higiene, medicamentos e materiais de limpeza; orientar tripulantes a limpar as embalagens dos produtos de limpeza logo após o seu uso ou fornecer luvas descartáveis para a limpeza de cada cabine.

A Anvisa determinou que seja utilizado álcool 70% para a limpeza de corrimãos e botões de elevadores isolar todos os bebedouros da embarcação e providenciar garrafas individuais para cada tripulante; manter os dispensadores de papel toalha e sabonete líquido abastecidos. A limpeza deve ser feita por equipe utilizando Equipamento de Proteção Individual (EPI), mantendo braços e pernas cobertas e utilizando máscara, luvas, óculos e toucas para o manuseio de roupas, lençóis, toalhas e panos de limpeza. É preciso ainda desinfetar sistemas de ar condicionado seguindo o plano de limpeza do covid-19 e trocar filtros do sistema de ar que abastece a cozinha e cabines.

Costa Fascinosa
De acordo com a empresa responsável pelo transatlântico, a embarcação está em quarentena desde 20 de março, depois do desembarque dos sete tripulantes e a empresa está em colaboração com as autoridades brasileiras, com as quais está trabalhando para organizar o desembarque de todos os tripulantes de nacionalidade brasileira.

“As condições de saúde são constantemente monitoradas pela equipe médica a bordo, em colaboração com as autoridades sanitárias brasileiras. A companhia está fornecendo assistência a todos os membros da tripulação do Costa Fascinosa, aplicando os rigorosos protocolos de saúde, que prevê o isolamento em cabines individuais com varanda e serviço de quarto. O nível de saneamento a bordo foi elevado ainda mais para garantir a máxima higiene e segurança”, informou a empresa Costa Cruzeiros. Com Agência Brasil

PUBLICIDADE
Don`t copy text!