Produtos mais saudáveis à mesa com prática de agricultura sustentável

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Divulgação

Integração dos bens de serviço dos ecossistemas no processo de produção, é a definição de agricultura sustentável segundo a Associação Nacional de Conservação da Natureza. É a agricultura respeitando o meio ambiente e, principalmente, se mostrando economicamente viável. Realidade que os pequenos produtores já estão conseguindo alcançar em suas plantações.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Porém, não é fácil adaptar as culturas ao clima, ao solo e, principalmente, às pragas, que podem atacar a plantação, independente do cuidado dado. Uma alternativa sustentável para os produtores, e mesmo para quem tem horta em casa, é a aplicação dos chamados biológicos, micro-organismos que, utilizados da maneira correta, agem contra as pragas e doenças, de forma ecológica, diminuindo responsavelmente o uso de agrotóxicos.

Segundo o CEO do Laboratório Farroupilha Lallemand, Fernando Urban, a efetividade dos produtos biológicos está na qualidade. “Temos um rigoroso controle em todas as etapas do processo produtivo e uma consultoria técnica especializada oferecida ao agricultor que tornam a ação dos nossos biológicos mais efetiva, transformando o produto em um Biopotente que gera resultados não só no manejo às pragas e as doenças, mas também no crescimento e produtividade da planta”, conta Urban.

De acordo com gerente comercial do laboratório, Stanis Bombonato, a aplicação pode ser feita em grandes e pequenas plantações. “Temos hoje acompanhamento em todo o país para aplicar nosso manejo inteligente Biopotente. Nossos produtos contribuem diretamente com a produção em grande, média ou pequena escala, levamos para o campo, produtividade e saúde para as mesas da nossa população”. Explica Bombonato.

A pluralidade dos Biopotentes permite que esses possam ser usados, tanto no quintal de casa, quanto em grandes fazendas produtoras das mais variadas culturas. E tudo isso graças à pesquisa e desenvolvimento de uma equipe especializada. Para que os Biopotentes chegassem a esse nível de efetividade no campo, foi necessário desenvolver um padrão metodológico de produção que vai desde os mais criteriosos processos laboratoriais até a comprovação da eficácia nas lavouras.

Em resumo, a utilização dos Biopotentes minimiza o uso de químicos nas plantações com o objetivo de reduzir os impactos ao ecossistema e levar alimentos mais saudáveis para a mesa dos consumidores.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!