Redução no preço do gás natural veicular pode gerar economia de até 30% para motoristas

A partir desta quarta-feira (1/2), a Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig) vai reduzir em 9,19% o preço do Gás Natural Veicular (GNV) para os postos revendedores.

O presidente da Gasmig, Gilberto Valle, ressalta que a redução nos preços do gás veicular vai proporcionar maior competitividade e diminuir os custos dos motoristas que utilizam o GNV.

“Nossa política de preços é alinhada com as diretrizes do Governo do Estado, que tem foco em contribuir para melhorar a vida dos mineiros. Os benefícios da redução do preço do GNV serão imediatos. Os motoristas vão sentir no bolso a economia na hora de abastecer”, afirma Valle.

A queda do valor internacional do barril de petróleo e a maior estabilidade da taxa de câmbio refletiram na diminuição do custo de aquisição do gás fornecido pela Petrobras. Esses fatores permitiram a redução do preço praticado pela Gasmig. A nova tarifa foi homologada pelo regulador, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede).

Economia maior para o motorista
A expectativa do presidente da Gasmig é que a redução de 9,19% no valor do GNV para os postos revendedores seja percebida imediatamente pelos motoristas. Se o repasse do porcentual da redução for integral para os usuários do GNV, a redução do preço deverá ser de R$ 0,40/m³ no dispenser.

Gilberto Valle ressalta que, com essa previsão de repasse, a economia para o motorista que roda com gás natural deverá chegar a 30% em relação aos que utilizam outros combustíveis. “A nova tarifa vai fazer o gás ficar ainda mais competitivo em relação à gasolina e ao etanol. O motorista vai rodar muito mais com GNV”, afirma.

GNV tem maior rendimento
Uma simulação realizada por técnicos da Gasmig, levando em consideração a queda no preço do GNV, e, considerando o recente aumento no preço do etanol e da gasolina, mostra que o GNV continua sendo o combustível mais econômico. Mesmo com a continuidade do incentivo para o ICMS da gasolina e do etanol, o GNV segue apresentando o maior rendimento e custo por km rodado, entregando economia para os usuários.

Ao abastecer o veículo com R$ 100, o usuário do GNV roda 294 quilômetros. Isso representa um custo de R$ 0,34 por quilômetro rodado. Com o mesmo valor de R$ 100, o usuário de gasolina roda 214 quilômetros (R$ 0,47 por quilômetro rodado). Já o consumidor que abastece com etanol roda 193 quilômetros com R$ 100 (R$ 0,52 por quilômetro rodado).

Os valores utilizados nesta simulação são: GNV: R$ 4,49/m³ – Gasolina: R$ 4,99/litro – Etanol: R$ 3,89/litro (referência: 29/1/2023 – Belo Horizonte).

De acordo com os técnicos da Gasmig, o GNV é ainda mais vantajoso para aqueles motoristas que rodam mais de 100 quilômetros por dia, como é o caso dos taxistas, motoristas de aplicativos de transporte de passageiros e de entregas, além dos frotistas.

Mais competitivo
Muitos motoristas têm dúvida sobre a forma de calcular quando o preço do GNV é mais vantajoso que outros combustíveis na hora do abastecimento. Cálculos dos técnicos da Gasmig mostram que o GNV permanece mais competitivo que gasolina e álcool mesmo com o preço mais alto no posto. Mas qual seria o porcentual?

Segundo os especialistas em rendimento de motores, para valer a pena, o preço do GNV pode ser até 23% maior que o preço do litro da gasolina ou até 76% maior que o preço do litro do etanol que mesmo assim será mais vantajoso.

Rede de abastecimento
Atualmente, a Gasmig possui 62 Postos GNV em 19 cidades distribuídas nas regiões: Central, Zona da Mata, Campo das Vertentes, Vale do Aço, Vale do Rio Doce e Sul de Minas.

Três novos postos vão entrar em operação em breve: Posto Novo Progresso (na rua Pará de Minas, em Belo Horizonte); Posto Cristiano (na av. Cristiano Machado, também na capital); Posto Barrigão, e em Realeza (encontro das BRs 116 e 262).

Até 2024, serão ligados mais 14 Postos Revendedores de GNV, inclusive em algumas rodovias federais que cortam o estado.

Benefícios do GNV
Além da economia no bolso, o GNV também é menos poluente, pois apresenta uma redução média de 20% nas emissões de CO2, quando comparado ao diesel e à gasolina. Outra vantagem do GNV, frente aos seus concorrentes (etanol, gasolina e diesel), é não ser adulterado, nem furtado, além seu fornecimento ser contínuo, com qualidade garantida pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Com Agência Minas

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!